Tipo menina.

A Always – P&G convidou garotos e garotas mais velhas para uma audição, onde pediu para que encenassem situações que eram descritas como “correr como uma menina”, “lute como uma menina”, “jogue uma bola como uma menina”.

Faziam imitações de caricaturas estereotipadas, como correr ‘mole’ e jogar a bola sem força.

Emocionante é ver o que acontece quando meninas mais novas são convidadas a interpretar as mesmas descrições de cenas. Ao mostrar o que era correr como uma menina deram o melhor de si, seja correndo no lugar ou saindo pelo set de filmagem. O mesmo aconteceu com todos os outros pedidos, que foram feitos com garra e com vontade.

Questionada sobre o que significava ‘correr como uma menina’, a garotinha de vestido rosa esclareceu: “correr o mais rápido que eu puder”.

Esse conceito negativo da comparação como uma menina só se torna um insulto no início da adolescência, entre os 10 e 12 anos.

O intuito da marca, através da campanha Always #likeagirl é mostrar que isso pode significar coisas incríveis, se pararmos de usar essa expressão como humilhação ou redução de alguém.

Ao final, os mais velhos que participaram da audição, foram incentivados a refletirem sobre a atuação que fizeram, e pede que mostrem como seria ‘rebater como uma menina’ sem pensar em estereótipos.

E obviamente: o resultado é completamente diferente do inicial. Uma bonita campanha de empoderamento feminino.

Gostaram?

Deixe uma resposta