16.11.2014

Sobre estar solteira e ter outra visão desse status

Tenho pensado muito a respeito de tudo. Significado da vida, relacionamentos, karma e pós vida.

photo-1442029739115-ce733f0de45e

Até que calhou do texto do Rafael Magalhães surgir na minha timeline do facebook e me fez não só concordar, como acrescentar o lado feminino sobre a vida de solteiro, já que não são só homens que tem pensamentos como esses o que foram expostos.

É de grande preconceito psicólogas falarem que os homens são infantis por terem medo de relacionamento. Pessoas com uma visão maior de mundo e que aprendem com as porradas da vida tem um certo receio de relacionamentos, medo nunca.

Primeiramente: quem foi que disse que o ser humano tem que seguir o padrão nascer, estudar, se formar, casar e ter filhos? Percebi que a busca da felicidade, seja rico ou pobre, gira em torno de encontrar o parceiro ideal. E de ter dinheiro. As pessoas passam a vida toda entre acertos e erros, buscando incansavelmente uma companhia boa, que agrade mas esquecem de uma coisa importante: serem boa companhia para si mesmo. Se você não se suporta, quando fica um sábado á noite sozinho, quem mais vai te suportar? Primeiro você precisa se encontrar e se amar, pra depois procurar alguém que somará a sua vida.

Solteiros não são coitadinhos, Ok, só os que se fazem de coitadinhos para conseguirem encontros. Solteiros de longa data estão assim por que querem. Porque não procuram relacionamentos por desespero, só pelo fato de estar com alguém, de colocar um status em redes sociais, de postar declarações de amor para seus companheiros de 1 semana e 4 dias.

Gosto de olhar casais e analisar. Sério! Parece estranho pra você?

Bom, tem uma expressão americana que escutei uma vez e gravei na memória (tatuei nas coxas também) que é HOPELESS ROMANTIC, significa ser romântico incurável, que vê romance em tudo, que torce por finais felizes. Sou dessas, de verdade! Amo tudo isso mesmo que eu não o viva o tempo inteiro.

Voltando, eu olho casais e analiso-os. Já vi desde um cara parando no quiosque de flores, escolhendo e mudando de ideia várias vezes de qual flor levar, até o momento que ele entregou para a mulher. Já vi – e ouvi – casais brigando por coisas ridículas: ela tá falando como uma tagarela e ele nem prestando atenção nela. Já vi ao contrário também.

Ontem me deparei com uma briga mais engraçada ainda: a mulher queria entrar na loja que trabalho. O cara não. Ela entrou puxando-o, mostrando ‘isso e aquilo’ e ele de cara feia. A mulher falando como uma tagarela e o cara simplesmente parou e ficou me olhando enquanto eu estava fazendo meu trabalho de etiquetar alguns produtos. Simplesmente parou e ficou me olhando (bem freak mesmo), quando a mulher viu a cena, deu um beliscão fenomenal nele e voltou a puxá-lo enquanto caminhava pela loja.

Vejo casais que se agridem verbalmente a cada uma hora mas continuam juntos. Casais que mantem relacionamentos por causa ‘das crianças’. Casais que continuam juntos, traem seus parceiros mas permanecem juntos, simplesmente pelo fato do medo de ficarem sozinhos. Caras que falam para os amigos que estão com tal pessoa só pra ‘ter garantido’. Mulheres falam que só tão em um relacionamento porque ‘o outro que eu queria não está disponível’. Desculpa mas isso não é amor. Pra mim não adianta dar aquela desculpa ‘ah, mas o/a amo’. Não mesmo. Isso é apego.

Me diz, pra que situações como essas? Só penso que as pessoas se apegam em relacionamento por medo de ficarem sozinhas. Como se estar sozinha fosse algum tipo de praga de mãe que pega e que destrói seu dia. Tipo ‘leva o guarda chuva!’, cai AQUELA chuva inesperada e você pega o transporte público encharcado.

Esses casais vivem na angustia, ciúmes, medo, possessividade. Depositam a busca da felicidade no parceiro para continuar seguindo o ditado da sociedade: relacionamento > ter filhos > ter casa >  comprar carro = ser feliz.

Não estou falando que a vida de solteiro é a melhor coisa que pode acontecer pra você, nem que só existem casais como esses que citei.

Veja bem, estou dizendo que estar solteiro não é o fim do mundo, que não é uma corrida contra o tempo de encontrar a pessoa perfeita amanhã ou semana que vem. Estar solteiro é ter aquele momento para chegar mais próximo de si mesmo e analisar como sua vida vai, sua saúde, alma e inteligência estão.

Nunca, nunquinha deixe que outra pessoa escreva e dite as páginas da sua vida. Ela é só sua. Se você tem um relacionamento, faça com que ele dê certo com cada um tendo sua individualidade, que um ajude ao outro a preencher mais uma página mas nunca deixei-o tomar conta da situação.

Se sentir sozinho é normal, todo mundo tem aquele dia que para e pensa que um de seus últimos relacionamentos deveriam ter dado certo ou que você cogita em mandar uma mensagem de boa vizinhança para algum amigo(a)/ex/peguete. Nesse momento é que você tem que se aproximar mais de si mesmo, de Deus, de sua família e de seus amigos verdadeiros. Ter aquele momento em que pensa no que fazer, como fazer e não como sempre fazem: ir para a gandaia ‘pra esquecer dos problemas’.

No momento, ter um relacionamento não é o primeiro item da minha lista mas se acontecer, será bem vindo (após claro, o conhecimento e estudo da situação aahahah). O que quero agora é me curtir, curtir meus pais e me encontrar. Buscar minha felicidade e conhecimento.

Tudo a seu tempo, sem acompanhar o ritmo da sociedade, só o seu mesmo.

Translate »