29.04.2015

RESENHA: Guia do Passado

GUIA_DO_PASSADOGuia do Passado – Alegrias, venturas e esperanças
Autor: Ronaldo Conde Aguiar
País: Brasil
Editora: Casa da Palavra
Mais informações:  Skoob
Sinopse: Do mesmo autor de Almanaque da Rádio Nacional e As divas do rádio nacional, Guia do passado faz um passeio pelos anos dourados dos cronistas Antônio Maria e Sérgio Porto (e suas Certinhas), de Marilyn Monroe, Elvis Presley e James Dean, da construção de Brasília, das chanchadas de Oscarito e Grande Otelo, do samba-canção, da bossa nova, do Maracanã de Pelé e Garrincha… O livro é uma radiografia dos anos 1950, repassando os acontecimentos mais marcantes da década, com fatos curiosos sobre a paixão popular por heróis de carne e osso ou fictícios (de JK a John Wayne, passando pelo Vigilante Rodoviário), sobre o carnaval, sobre as vedetes do teatro de rebolado; registra as expressões mais usadas na época e outras pérolas do cotidiano humano que fizeram da década de 50 um dos períodos mais ricos da história do Brasil e do mundo. Emocionante para quem foi testemunha desses eventos e essencial para aqueles que gostariam de ter vivido naquela época.

Guia do Passado 1

Resenha: Quase 2 semanas sem resenha no post, venho aqui mostrar pra vocês um livro que me transportou para os anos 50.
É bem comum conhecermos e gostarmos muito do que livros e filmes falam dos gloriosos anos 50 do exterior: Estados Unidos, Inglaterra e a gloriosa Paris mas com esse livro conheci um pouco mais sobre a era de ouro aqui no Brasil, mais especificamente do Rio de Janeiro e São Paulo.
Motivei-me mais ainda com a leitura quando meu pai pegou o livro pra folear e vi em seus olhos lembranças nostálgicas de coisas pelas quais passou (pois é, papai é de 1946).

Guia do Passado 2

Aviação é minha paixão e ter uma página sobre a Ada foi surpreendente <3

Guia do Passado 3

Beleza pura dos anos 50! Sem sorriso forçado e 10kg de makeup!

O autor dividiu o livro em categorias: teatro, filmes, sobre as linhas dos bondes, sobre os velhos carnavais, os crimes que abalaram São Paulo e o Rio, sobre futebol, boates e Sambas Canções.

A cada novo tema, eu me perdia imaginando meu pai pelas linhas dos bondes do começo da Sampa moderna.

Quando ele foleou o livro, reconheceu de cara a foto da Ava Gardner  e do Ataulfo Alves. Cantarolou alguns sambas e chorinhos que tem pela página… Puro amor.

Só tenho a agradecer ao autor (Obrigada, Ronaldo!) por me aproximar dos dias de meninice e de ter assunto para ouvi-lo contar sobre como era ir em matinês.

Translate »