25.11.2015

Resenha: Cartas de um escritor solitário

Cartas de um escritor solitário

 

Cartas de um Escritor Solitário
Autor: Sam Savage
Editora: Planeta
Mais informações: Skoob
Sinopse: A vida de Andrew Whittaker está desmoronando. A revista literária que dirige está a um passo da falência, os prédios que administra estão caindo aos pedaços e sua mulher o deixou. No entanto, Andrew não desiste. É uma máquina de criar projetos, ilusões e devaneios. E escreve sem parar rascunhos de histórias ou romances, cartas de recusa a escritores aspirantes, convites delirantes a antigos amigos, listas de compras e bilhetes para seus inquilinos. 

 

Resenha: Comprei esse livro na Bienal do livro de 2012. E ficou encostado, lido apenas 50 páginas.

Esse ano peguei nele em um momento de tristeza extrema e pensei ‘bom, já que escrevo tanto e preciso de um pouco de noção do que fazer, porquê não ler o que um colega passou?!’. Terminei a leitura em uma semana.

Andrew Whittaker recolheu todas as cartas que escreveu durante seus quatro meses entre declínio e loucura.

Durante a leitura, comecei a achar que piraria com o personagem pois tenho devaneios, morro de escrever em momentos aleatórios (diz-se de passagem durante aulas e/ou antes de dormir), crio projetos malucos que nunca concluo e/ou passo para o papel e morro de ilusões que são coisas malucas que só eu e minha mente temos noção.

Escrevi cartas que nunca chegarão na mão das pessoas-destino por saber que elas nunca saberão o que quis passar com aquelas palavras. Escrevi sobre sentimentos que precisava por no papel como se conversasse com alguém, como faço aqui no blog.

Engraçado, que em meio ás frases minimalistas de Whittaker, aparecem umas LISTAS! De mercado ou de coisas á fazer, assim como eu faço. 😮

É uma leitura para pessoas mais maduras então não recomendo para quem procura por uma narração estimulante.

Cartas de um escritor solitário

Que tal isto para meu epitáfio: ‘Ele trabalhou barato?’ – A. Whittaker

a Rafflecopter giveaway

Translate »