Pedidos.

black-and-white-person-woman-girl

A verdade é que eu posso ser grossa, rude, ignorante, estúpida, retardada. Eu posso ignorar muitas coisas, o dia inteiro. Por dois dias, uma semana. Eu posso responder e dar moral para pessoas que nunca conversei. Curtir um fim de semana na praia ou uma noite de bebedeira com as amigas. Eu posso dizer para os quatro cantos da Índia, do continente, do mundo que estou bem, que não preciso de você para ser feliz; o que é, realmente, a verdade. Assim como você também não precisa de mim pra nada, nunca precisou, muito menos para ser feliz.

A questão é que ser feliz sozinha não é gostoso como quando estivemos juntos. Eu posso não precisar de você pra ser feliz ou me divertir mas eu sempre vou precisar de você para ter a certeza que aquilo é que amar.

Me sinto oca de saudades de você. Ou pelo menos da pessoa que eu pensei estar apaixonada. Do ser que idealizei, mentalmente, ser um parceiro para a vida inteira.

 E não importa o que eu faça, sempre volto a ter pensamentos de como estaríamos nos dias de hoje.

Sempre vou te amar. Em todas as noites, multiplicando esse amor de dia. Durante as madrugadas? Bom, ai eu estarei aqui, rezando e pedindo baixinho, só pra você estar bem, e amando alguém também.

14 Replies to “Pedidos.”

  1. “A gente até consegue ser feliz sozinho. Mas é tão melhor ouvir o som de uma gargalhada no mesmo ritmo da tua.”

    Tipo isso ne? Que texto AMOR! Parabens pela sutileza. Beijos

    Responder

  2. Isabela Carapinheiro Março 13th, 2016

    Tipo isso, Rebeca :3

    Responder

  • Que texto lindo, porém triste. Parece que os textos tristes são sempre os mais bonitos pra mim 🙁
    Seu blog é lindo :}

    Beijos!

    Responder

  • Isabela Carapinheiro Março 13th, 2016

    Textos tristes dizem a verdade, Ju.

    Responder