08.08.2016

52 álbuns em 52 semanas – ( Julho/2016)

52 álbuns para escutar | A Bela, não a Fera

25º Semana

 Beartooth - DisgustingBeartooth – Disgusting

Ano: 2014 / Formação: Caleb Shomo– lead vocals, backing vocals, guitars, bass, drums / Taylor Lumley – lead guitar, backing vocals / Kamron Bradbury – rhythm guitar, backing vocals /Oshie Bichar – bass guitar, backing vocals / Brandon Mullins – drums, percussion

Disco pai: Attack Attack – This Means War (2012) /  Disco Filho: Beartooth – Agressive (2015)

 TOP 3 HITS

TAG – Para quem gosta de:#MoshPit #Screamos #PensamentosEscondidos

Fazia um tempinho que eu não escutava uns metalcore! Juro! E olha que eu era A VICIADA~~ Eu não fazia ideia de que banda era essa até ler o nome do vocalista: o Caleb tocava tecladinho no Attack Attack! As letras desse CD foram a forma que o Caleb encontrou pra ‘colocar a cabeça no lugar’. As músicas deixam fortes mensagens, tipo a Between Lips que fala sobre abuso infantil. Baixei os dois álbuns e já tenho ficado um tempinho escutando mas eu não consigo ouvir todo dia. É algo bom pra fazer uma corrida ou caminhar quando tá com muita coisa na cabeça.

26º Semana

Slayer - Reign in blood Slayer – Reign in Blood

Ano: 1986 / Formação: Tom Araya – bass, vocals / Jeff Hanneman – lead, rhythm guitar / Kerry King – lead and rhythm guitar / Dave Lombardo – drums

Disco pai: Suicidal Tendencies (1983) /  Disco Filho: Cannibal Corpse – Galery of Suicide (1998)

 TOP 3 HITS

TAG – Para quem gosta de:#TrashMetal #Sacrifícios #AntiReligion

Já tinha escutado músicas aleatórias do Slayer como You against you e Repenteless mas nunca tinha parado pra ouvir um álbum completo. Meu cérebro pifou! HAHAA Só tenho a dizer: BRUTO. O Reign in Blood é considerado o um dos mais influenciadores e extremos álbuns de trash metal. Assim como deixaram de ser ‘um pouco satânicos’ e escreveram mais sore problemas da rua.

27º Semana

Mastodoon - The HunterMastodon – The Hunter

Ano: 2011 / Formação: Troy Sanders – lead vocals, bass guitar / Brent Hinds – lead vocals, lead guitar, rhythm guitar on ‘Black Tongue‘ / Brann Dailor – drums, percussion, lead vocals / Bill Kelliher – rhythm guitar, lead guitar on ‘Black Tongue‘, backing vocals, lead vocals on “Deathbound“.

Disco pai: Dream Theater – Awake (1994) /  Disco Filho: Mastodon – Once more ’round the sun (2014)

 TOP 3 HITS

TAG – Para quem gosta de:#BrincarComOCapeta #ExperimentarNovasMúsicas #Baphomet

✓ Indicação direta do Baphomet  ♥ A primeira música do álbum, Black Tongue, no começo me lembrou muito Metallica! Acredito que essa seja a banda mais nova (anos 2000′) e que chegue bem próximo do bom e velho Rock’n’Roll, pelo menos aos meus ouvidos. Não só baixei, como comecei a procurar tudo sobre a banda por que realmente me ganhou!

28º Semana

Creedence Clearwater Revival  - Chronicle vol. 1 e 2Creedence Clearwater Revival  – Chronicle vol. 1 e 2

Ano: 1976 / Formação: John Fogerty – vocals, lead guitar, production, arrangements / Stu Cook – bass guitar / Doug Clifford – drums / Tom Fogerty – rhythm guitar

Disco pai: Creedence Clearwater Revival – Bayou Country (1969)/  Disco Filho: The Who – Who are you? (1978)

 TOP 6 HITS

TAG – Para quem gosta de:#Anos60′ #ViajarEmVan #Hippies

São dois álbuns que marcaram minha infância e adolescência, meu pai sempre tocava Susie Q e Have You ever seen the rain no violão 🙂 Ficaram quatro anos nos tops de músicas tocadas nas rádios e dá pra saber por que: são músicas calminhas, que dá pra bater o pé e cantar junto!


O post do projeto está atrasado mesmo mas sem culpa no core por que eu estava divinamente viajando, então 🙂 HAHAHA

Não se esqueça, a postagem do 52 álbuns em 52 semanas aparece na última quinta-feira do mês!

Não entendeu como funciona o desafio musical? Clica aqui.

Confira como foram os meses Janeiro | Fevereiro | Março | Abril | Maio | Junho

Tem algum som que gostaria de indicar pra eu ouvir? Deixa nos comentários!

Translate »