20.08.2016

Como levar remédios em viagem internacional?

Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Não sou aloka dos remédio muito menos hipocondríaca mas a verdade que reinou em torno da programação da viagem pra Finlândia foi: como vou levar meu remedinhos, em grande quantidade -já que eu ficaria 3 meses.

-Mas pra quê levar remédios pra viagem, Bela? 

Não que eu planejasse ficar doente, né?! Meu irmão me alertou que não são todos os tipos de remédios que você pode comprar no exterior, sem receita médica e igual no Brasil. E se você precisar passar em algum médico, isso vai custar uns bons muitos dinheiros.

Remédios como para dor de cabeça, anti-concepcional, de asma e/ou rinite, diabetes, tiroide… Esquece, você não pode comprar assim, não!

O que eu fiz? Comprei AQUELE estoque dos remédios mais necessários, coloquei em saquinhos transparentes diferentes (por área de doença kkk ) e o nome da composição e/ou doença em inglês.

Eu não trouxe nenhum remédio dentro da caixa para ter mais espaço na mala mas a maioria deles, trouxe a bula junto – igual a foto aqui em baixo. Li muito e vi que os sites recomendavam levar na caixa mas na minha experiência.. Nada deu ruim.

Riniti / Rhinitis

Trouxe comigo o salvador Nasonex, o Descongex e um Loratamed. A parte mais engraçada é que no Brasil, minhas crises alérgicas eram o cão e aqui… Eu não tive nenhuma reação alérgica, aliás, quem tem usado todos esses meus remédios é o noivo 😀Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Hipotireoidismo / Hypothyroidism

Há poucos anos descobri que precisaria usar medicamentos para esse negócio que eu nem sabia o que era e que, aparentemente, era o real motivo da minha moleza, cabelos quebradiços e o aumento de peso. E o que eu tive que fazer? Cálculos de quantos eu deveria trazer já que tomo 75gr do remédio – e que só é dado na forma de 25gr+50gr, ou seja, dois comprimidos por dia. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Farmácia Básica

Não se esqueça de fazer uma farmácia básica para viagem, independente do tempo que vá permanecer fora! 

É muito chato estar viajando e ter aquela dor de estômago, cabeça ou resfriado! Separei o Omenax, CoristinaD, Dorflex e Amoxilina pra trazer comigo.
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Pra quem faz o uso de anti-concepcional: se você, assim como eu, cogitou a ideia de que estenderia a viagem… Traga mais cartelas do que apenas para os 3 meses. Eu, toda perfeccionista com todos os medicamentos, esqueci de trazer 3 cartelas, trouxe apenas duas e o que aconteceu? Tive que passar um dia pesquisando pelos nomes dos remédios daqui da Finlândia, para achar algo parecido com o que eu já tomava, passar no médio e tomar uma facada de 120 euros, pra ai comprar o medicamento, para três meses, por 7 euros. Ah, e minha receita tem validade de 1 ano aqui.

Asma / Asthma

O terror da viagem girava em torno da minha asma. Meu pai ficou desesperado de medo em pensar que eu poderia ter uma crise asmática dentro do avião, ou só de pisar no país de destino –mal sabíamos que eu estaria praticamente curada depois dessa kk 

Faço o uso contínuo de um medicamento chamado Alenia ♥ que previne as crises, e eu trouxe nada menos do que 6 embalagens com 120 comprimidos. (Eu tinha no meu subconsciente que ficaria na Finlândia por mais tempo, então trouxe mais que o necessário, óbvio.) E uma bombinha de Berotec, que uso em casos extremos. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera Mesmo assim meu pai não ficou tranquilo e eu ganhei um dos presentes mais úteis: um inalador portátil que funciona á pilha recarregável! É uma coisa meio carinha (custa em torno de R$250/300 e não é propaganda, heim?!) mas muito válida!
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a FeraE o que gerou aquela dúvida de: como vou levar o soro se só vendem embalagens grandes?  Encontrei em uma drogaria Onofre na Sé essa embalagem de 5ml de soro fisiológico (por fucking 13 reais :/ ) Anotei o nome das composições e coloquei na mala: tudo pronto! ♥Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Coisas importantes pra lembrar:

  • Você só pode levar 100ml do mesmo produto em uma embalagem, ou seja, você pode ter 5 ou 10 embalagens de 100ml’s.
  • Ao mesmo tempo, mesmo que esteja carregando as embalagens de 100ml, você não pode ultrapassar 1 Litro!
  • Leve os medicamentos mais importantes com você, caso sua bagagem extravie, você não fique no desespero.
  • É sua escolha pedir para o médico fazer receita no idioma do país que você vai. Eu não pedi e não tive problemas… Como disse, experiência própria.

Na internet tem muita informação, nem sempre são verdadeiras como a parte de levar tudo na caixa e blábláblá e vai de você escolher quais informações seguir. Aqui no blog eu estou falando sobre minha experiência de viagem Brasil>Holanda>Finlândia. 😀

BEDA 2016

  • Carol Daixum em 20.08.2016

    Esse post é muito útil. 😉 Adorei a ideia do saquinho, sempre quando viajo coloco nas caixinhas e em uma bolsa giga, ou seja, adeus espaço na mala. Acho que é mito essa história de que tem que colocar na caixa, acho que só pela receita não tem problema. Quase todos os remédios que você levou, eu também levo. Principalmente os remédios da asma. A gente sofre, né? E não sabia desse nebulizador portátil. Dica mega anotada e só de não ter que levar o nebulizador clássico, facilita muito a vida. E é sempre assim: a gente leva um monte de remédio, mas graças a Deus acaba não usando. Eu tenho muito problema respiratório e lá fico quase curada. Tão bom, né?

    Beijos, Carol
    http://www.pequenajornalista.com

    Responder

  • Isabela Carapinheiro outubro 24th, 2016

    É maravilhoso dar uma desapegada nos medicamentos quando estamos viajando. Acho que é a emoção que não dá tempo desse bichinho pegar D:

    Responder

  • Poly em 20.08.2016

    Eu sempre carrego muito remédio comigo, no dia a dia. Já passei um sufoco no aeroporto porque eu sempre passei com remédios em uma boa, naquelas caixinhas de comprimidos diários e nunca deu em nada. Em um belo dia os funcionários resolvem fazer greve e fizeram AQUELA vistoria na minha mala de mão. Tiraram notebook, prancha de cabelo, carregadores, câmeras, maquiagens e MEUS REMÉDIOS. Que agonia.
    Pensei que eles iam jogar meus remedinhos controlados e caros fora (ÇOCORRR!!!!!!!!!!). Mas depois de explicar um a um me deixaram passar.
    Depois disso agora lembro de separar a receita e a bula junto.
    Gostei das suas dicas, vou usar pra viagens nacionais também, mesmo que sejam para dois dias em outra cidade 😉
    Bjuxxxxxx

    Responder

  • Aline em 20.08.2016

    Isabela, muito obrigada por essa postagem! De verdade! haha
    Eu estava desesperada porque faltam assim uns 10 dias para eu viajar e não sabia como levar minha farmacinha. Para mim é só a farmácia básica mesmo, já que não uso nenhum medicamento continuamente, então não preciso separar em “classes”, porém a idéia dos saquinhos é ótima!

    Ainda bem que você não está tendo problemas respiratórios e alérgicos, estar doente em casa já não é bom, imagina em outro país!

    Um beijo!
    Aline

    Responder

  • Nadyne Pedrozo Dias em 20.08.2016

    Gostei da ideia, eu como futura farmacêutica vou lembrar dessas dicas e dar para os meus clientes/pacientes 😀 Obrigada!

    Responder

  • Ludi em 20.08.2016

    Eu nunca havia pensado nessa questão =O
    Viajei apenas uma vez para fora do Brasil, pra ficar duas semanas e, de remédio contínuo, tomo só o anticoncepcional, então realmente nunca precisei me atentar muito a isso. Mesmo assim, é sempre bom saber e se prevenir, comprar remédio fora deve dar um medinho!
    Ainda mais com consultas a esse preço! haha
    Beijos!
    https://pseudoaleatoriedade.wordpress.com/

    Responder

  • Paula Lopes em 20.08.2016

    Olha, muito útil sua postagem! Já eu sou aloka dos remédios, carrego um monte onde vou, mas acho que não saberia como me comportar com eles em uma viagem internacional. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    Responder

  • Nana Araujo em 20.08.2016

    Dicas muito úteis. Nunca tinha pensado sobre remédios em viagens. Mas como sou mulher e uso anticoncepcional e meu marido tem uma doença genética, ou seja, não tem cura, mesmo medicado as vezes tem crises e só com remédios pra dor e/ou relaxantes musculares.
    Vou colocar nos meus favoritos, beijos

    Responder

Translate »