04.12.2016

Algumas memórias natalinas

Algumas Memórias Natalinas | A Bela, não a Fera

A memória mais antiga que tenho sou eu, abrindo um presente dentro do carro do meu pai, na porta da casa da minha tia no Tatuapé. Era uma boneca muito linda, que estava em uma bicicleta e com pilhas, ela dava seu rolêzinho com a bike. Deixei a boneca no carro e entramos na casa da minha tia. Sempre foi muito comum fazer amigo-secreto porque aí todo mundo recebia presente. E esse foi um dos natais que chorei COPIOSAMENTE ao abrir meu presente de natal: uma boneca na bicicleta, que meus pais reembalaram. Hoje eu entendo que as coisas não estavam tão bem pra esse negócio todo de presentes.

Nesse mesmo ano, passei uma semana na casa da minha madrinha – o que pareceu pra mim MESES – e meus primos tinham tudo de novo, inclusive o nintendo cube, e foram os melhores dias da minha vida jogando video game até que me fizeram provar o maldito tender com cravo e abacaxi. Porque?

Arquivo Pessoal | A Bela, não a Fera

Essa é uma foto da minha adorada boneca na motoneta, que desejei tanto e meus pais falaram pra eu não levar pra praia porque quebraria. Dito e feito!!! Mas ela ficou comigo por váaarios anos. OBS: olhem meu tenis verde limão do simba ali atrás!

Também lembro, que como não rolava muita grana pra árvore de Natal, meu pai pegava uma árvorezinha, tirava as folhas e enrolava em papel laminado dourado ou prata, enfeitávamos com bolas de Natal, pena que não dá pra mostrar as fotos porque todas ficaram lá no Brasil 😪

Em 1997 e 1998, viajamos em família (o que significa TODA a família por parte da minha mãe, que são em 12 irmãos…) para a Bahia! Um tio tinha uma chácara e nesses dois finais de ano, ficamos por lá. As memórias vão desde a primeira vez que nadei em um lago, a primeira vez que vi uma galinha chocando um ovo (assim como o dia que meu tio dormiu bêbado no celeiro, uma galinha botou um ovo no braço dele e ele passou o resto do dia andando com o ovo pra cima e pra baixo falando que era filho dele!) e a primeira vez que passei vergonha extrema na vida por ser gordinha.

Na adolescência, como a personalidade de rockeira do mal hail satan começou a dar sinal, junto com a separação dos meus pais, surgiu o desgosto da época. Á partir daí seria ver meu pai no shopping por algumas horas (porque ele estava ficando na casa das filhas da madrasta e nunca me convidaram para nenhuma celebração) e noites com minha mãe e a família bagunçada que amo tanto – ainda sem gostar muito da comemoração por não seguir o cristianismo.
Arquivo Pessoal | A Bela, não a Fera

-Vamos tirar uma foto em família? *Eu com o abacaxi. *

ACREDITE QUE ESSA FOTO ESTÁ NA SALA DA CASA DA MINHA AVÓ, EM UM PORTA-RETRATO ESCRITO A GRANDE FAMÍLIA.

UMA FOTO EM QUE ESTOU SEGURANDO UM FUCKING ABACAXI. 

Malditas batidas de pêssego. 😪🍷Arquivo Pessoal | A Bela, não a FeraEu e minha prima costumávamos nos arrumar só pra ficar tirando fotos 🤓

Aliás, minha mãe tem uma tradição de sempre montar a árvore de Natal em um certo dia de dezembro, que não lembro qual é e sempre desmontá-la no dia 10 de janeiro. Acho que tem algo com o Dia de Reis mas como não sou ligada a religião, não faço ideia. Ela é muito ansiosa com o lance de montar a parafernália toda, que todo ano é a mesma história: me ofereço para ajudar e quando aparecia na casa dela, já tava tudo feito. Arquivo Pessoal | A Bela, não a FeraNatais no shopping com o pai 😘 Arquivo Pessoal | A Bela, não a Fera

Natais felizes trabalhando na Daiso. Acreditem, eu era muito feliz lá 😍

Ano passado furei todo meu costume de Natal com a família, Ano Novo com os amigos e passei o Natal com a família da minha amiga da adolescência e Ano Novo com meu pai, ambos na praia.

Os planos de ter nossa própria tradição está no forno, o Antti quer fazer o tender e me ensinar a fazer a casinha do Papai Noel de biscoitos (Gingerbread house). Quero fazer com que ele tire aquelas fotos cafonas com roupas natalinas por diversão -porque é brega pra kct e nossos filhos vão rachar o bico.

Quero atolar o mês de coisas pra fazer pra não dar aqueles 5 minutos de desespero por não estar com minha família.

Não sei vocês com suas memórias infantis natalinas mas as minhas são um misto de nostalgia.

Decidi contar dessa forma fofa com as partes desastrosas porque é meu jeitinho fofo de relatar coisas da minha vida.

E qual é a sua memória mais engraçada? BEFA - Blogagem Especial de Fim de Ano | A Bela, não a Fera

  • Luly em 04.12.2016

    Que vontade de abraçar essa fofura em forma de pessoinha que é a mini-Bela da primeira fofo… TCHUCA DEMAIS! Eu também tive essa boneca e achei a moto outro dia nas minhas coisas beeem destruída, tentei rolar pra tirar umas fotos das minhas bonecas com ela mas não rolou =(
    Até ano retrasado eu amava o natal porque minha vovó amava natal, então eu fazia de tudo pra ela comemorar com amor, montava árvore, etc… Desde que ela morreu meio que perdeu a graça, sei lá.
    Se vocês fizerem as fotos de casal natalina POSTA AQUI e a casa de biscoito também, adoro essas coisas!

    Responder

  • Isabela Carapinheiro dezembro 11th, 2016

    Aaaah, pelo menos você ainda tem a motoquinha *m*
    Retome as tradições da vó, Luly. É especial continuar o legado dos mais velhos <3

    Responder

  • Pri Ferreira em 04.12.2016

    Muito bacana suas histórias! Bem legal sua foto de família, olha se parece pra juntar a galera toda acho que teria que ser aquelas câmeras panorâmicas, sabe? Hahah

    Beijos,
    http://www.coisasdepriscila.tk

    Responder

  • FERNANDA DAS NEVES SILVA LUCENA em 04.12.2016

    Oi Isabela
    Amei o post
    Ri horrores com a foto do abacaxi kkkkkkkkkkk
    Seu tio teve um filho pintinho, hilário!
    Eu tenho mts lembranças boas de Natal mas n tenho foto NENHUMA da época

    Hoje não tenho mais meus pais, mas qro fazer algo de tradição com o Arthur!
    Esse ano talvez n tenha árvore de Natal pq vamos mudar dia 17, mas se der, qro a ajuda dele pra montar, ter mais um momento nosso!!
    Você me deu ideias hehehehehe

    Bjoooooos

    Responder

  • Isabela Carapinheiro dezembro 11th, 2016

    Espero que dê pra colocar pelo menos luzinhas para alegrar o Arthur!

    Responder

  • Natalia em 04.12.2016

    Adorei conhecer sobre suas memórias natalinas! Que nostalgia, né? ainda sinto muita saudades vendo fotos dos natais passados… são lembranças inesquecíveis e logo mais está chegando o natal… e vai ainda mais fotos para serem guardadas!
    Ri muito com ” Malditas batidas de pêssego” kkkk gostei da foto com o abacaxi 🙂
    Seu blog é muito bom! Já estou te seguindo! Se puder retribuir seguindo o meu?!
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    Responder

  • Gabi em 04.12.2016

    Eu sou uma manteiga derretida, né… E ler essa história da boneca me fez o que? Isso mesmo, chorar haha.. Tem tanta coisa que quando a gente é criança a gente não entende, mas que olhando agora faz tanto sentido. E eu achei tão bonito o gesto dos seus pais, de não te “deixar sem presente”. Enfim… Natal é uma época que traz recordação demais! Que o seu esse ano seja uma nova tradição, e que você possa acumular novas lembranças 🙂

    Responder

  • Isabela Carapinheiro dezembro 11th, 2016

    Mesmo parecendo coisas tristes, são lembranças maras como essa que fazem com que eu não desanime. Esse ano eu e meu marido não pudemos comprar nadinha de decoração Natalina mas estamos vivendo um conto de fadas que não tem como deixar a peteca cair.
    Obrigada pelo comentário Gabi!

    Responder

  • TAís em 04.12.2016

    Que legal saber mais das suas lembranças! essa epoca de natal sempre da uma nostalgia doida das celebraçoes passadas com a familia. Ainda mais morando em um outro país né? e achei tao fofa vc com a bonequinha naquela foto hihihi
    depois venha contar pra gente as tradiçoes natalinas na finlandia e como foi pra vc ter passado o seu primeiro natal na terra do papai noel hahaha
    beijos!

    Responder

  • Isabela Carapinheiro dezembro 11th, 2016

    Pode deixar que vou contar tudo, Taís!

    Responder

  • Aline Callai em 04.12.2016

    Muito bacana suas lembranças, algumas são boas, outras ruins mas é assim mesmo, né? os meus foram um pouco dessa forma também. Amei a foto com o abacaxi! haha
    Beijos

    Responder

  • Maiele Luz em 04.12.2016

    Bela, posso dizer? Eu AMEI a sua foto segurando o abacaxi rsrsrsrsrs fica facinho facinho identificar, ja imaginou: mas vovo, qual dessas e a Bela? Aquela ali do abacaxi :-))) Ja me deu ideias para as fotos de familia nesse fim de ano. Minha mae tambem tem essa parada de desmontar a arvore no dia de Reis ( dia 6 de Janeiro ) mas eu sempre esqueco e so tiro depois do Carnaval, ou entao a gatinha vai destruindo a arvore aos poucos rsrsrsrs AMEI AMEI AMEI as suas ideias de criar suas proprias tradicoes com o marido! ( e vc vai se viciar nesses biscoitos, sao UMA DELICIA ABSOLUTA! ) E olha, vc faz muito muito bem em se ocupar para nao bater uma bad no Natal, mas se bater, permita-se sentir so um pouquinho, mas ai, me promete que vai olhar para o seu marido e reconhecer ali, nele, a sua nova familia, e que comece um novo Natal! 🙂 Beijosssss

    Responder

  • Isabela Carapinheiro dezembro 23rd, 2016

    Meus netos vão ficar com uma cara de QUE? A VÓ É BIZARRA! AHAHHAHA

    Responder

Translate »