Imbolc – Equinócio de primavera na Finlândia

Depois que fiz o post sobre o Solstício de Inverno (Yule), contando sobre o dia mais escuro do ano, continuei a ler sobre a Roda do Ano e as comemorações pagãs que enaltecem os Deuses da natureza.

No dia 2 de fevereiro é comemorado Imbolc, o equinócio (momento em que o Sol, em seu movimento anual aparente, corta o equador celeste, fazendo com que o dia e a noite tenham igual duração) da primavera.

O Imbolc ocorre seis semanas após Yule, simbolizando a recuperação da Deusa após o parto da criança solar. Na igreja Católica, a Deusa Brighid foi cristianizada como Santa Brígida e seu santuário foi transformado em um mosteiro de monjas.

Brighid ou Bride (pronuncia-se Breed), é uma Deusa Tríplice, regente da Inspiração (arte, criatividade, poesia e profecia), da cura (ervas, medicina, cura espiritual e fertilidade) e da Metalurgia (ferreiros, ourives e artesãos). Por ser uma Deusa do Fogo, era homenageada com fogueiras, rodas solares, coroas de velas e rituais que despertavam o Fogo Criador.

Esse Sabbath, cujo nome significa “apressar-se”, e apesar de estamos no auge do inverno, celebra o aumento da luz e a derrota do inverno. Na véspera, todos os fogos e luzes eram apagados para serem reacesos, ritualisticamente, com as brasas das fogueiras dedicadas a Brighid.

Neste dia, com a comemoração do Disting, os povos nórdicos “enterravam” a negatividade e as agruras do inverno, acendendo fogueiras nas encruzilhadas e purificavam a terra, salpicando sal e cinzas sobre ela.Não saímos para acender uma fogueira mas nessa noite, mantive a casa cheia de velas acesas e quando fui dormir, joguei um pouquinho de sal nas chamas para apagá-las.

Ontem, saí para caminhar pelo bairro e vi fitas e cachecóis pendurados pelas árvores, o que foi algo muito legal pois em alguns lugares da Grã Bretanha e Irlanda as pessoas ainda fazem isso também!

O festival é marcado pelo nascer das sementes, de novos planos e projetos, pela aceleração e renovação das energias, pela iniciação em caminho espiritual ou em novas oportunidades, pela purificação ou pela preparação para realização.

Toda essa atmosfera gerou em meu cérebro um vibração tão gostosa, que tenho certeza que a Deusa está influenciando todos meus pensamentos e abraçando o meu caminho espiritual.

Tradições: durante o Imbolc, que no pôr-do-sol, acender todas lâmpadas das casa – mesmo que por alguns minutos. Até mesmo uma vela em cada cômodo da casa em honra do renascimento do Sol. Outra ideia é que se tiver neve lá fora, caminhar e relembrar o calor do verão e com sua mão projetora, traçar a imagem do Sol na neve (mas a neve derreteu por aqui, aí o chão congelou e voltou a nevar, ou seja, está tudo escorregadio e a neve não está mais fofinha).

Comidas apropriadas para a celebração: pratos com cremes ácido são bons, assim como comidas picantes e encorpadas como curry ou sopas feitas com pimentas, cebolas, alho ou cebolinha. Vinho com pedaços de laranja ou uva passa também são tradicionais.

Comemoração e motivos para fotos são comigo mesmo!

Você conhecia essa celebração? O que achou dela? Conta pra mim nos comentários!

Vou deixar para vocês a Roda do Ano, caso queiram comemorar os próximos Sabbath’s, assim como eu!

Retirado do site http://www.santuariolunar.com.br/p/calendario.html

28 Replies to “Imbolc – Equinócio de primavera na Finlândia”

  1. Acho essas comemorações pagãs nórdicas tão legais! O mais interessante é ver como muitas delas tem elementos presentes no nosso dia a dia, sem que a gente saber, por conta do sincretismo religioso rsrsrs

    Responder

  2. Que post lindo!!! Deve ser fantástico poder acompanhar o clima desses festivais de perto! Por aqui, comemoramos o dia de Iemanjá, divindade da cultura africana, a Rainha, Grande Mãe das Águas! Até mencionei o Imbolc e Lammas num post lá do Instagram. Acendi uma vela ao entardecer… Eu celebro, sim, a Roda do ano. Amei!!

    Beijos,

    Insanos Dezembros ♡ |
    Instagram

    Responder

  3. Oláá! Tudo bem?
    Nossa, amei isso! Eu gosto desse tipo de coisa.. fiquei até procurando o que estamos aqui no Brasil e é o Lughnasadh. Difícil esse nome né..
    Eu achei muito legal que a Deusa Brighid ou Bride tem uma das tríplices na metalurgia, e eu sou engenheira metalurgista, então me identifiquei hehe
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    Responder

  4. Que legal tudo isso! Não sabia de nada disso hahahaha Muito interessante e ansiosa pela próxima explicação que vai ser em março, certo? rs
    Beijos! =**

    Responder

  5. Oi Isa,
    Que bacana essa tradição e obrigada por dividir.
    To precisando enterrar minha negatividade HAHA
    E que delícia que deve ser aproveitar a fogueira, ouvindo essas histórias…Aqui no Rio a gente tem a fogueira natural durante o Verão com sensação de mais de 50 graus HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    tenha um ótimo final de semana =D
    Nana – Obsession Valley

    Responder

  6. Muito obrigado, minha querida 😀 Sou exatamente como tu 😛

    Super adorei o post. Nunca pensei que fosse assim!
    Estes post informativos são do melhor que há!

    NEW TIPS POST | What is better: Foundation or BB Cream?
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me 😀

    Responder

  7. Não sabia de nada disso! Sabia do óbvio, da duração e tal, mas não sobre o restante das velas, neve.. Enfim, gostei muito do post! Eu amo coisas místicas :3

    Responder

  8. 🙂
    Saudade de quando eu celebrava os deus antigos, eu ando tão largada que qualquer hora eles irão me dar uma rasteira pra ver se eu tomo vergonha na cara hahahaha
    Eu cheguei até a começar minha iniciação e Brighid é minha Deusa de devoção <3

    Quando ao Bullet Journal, que você me perguntou, já ouvi falar, mas nunca procurei saber mais sobre como funciona.

    Bjs

    Responder

  9. AMO esses festivais de origem nordica/ celta, teve uma época que eu seguia um pouco, mas acredito que por ai essas comemorações fazem mt mais sentido

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    Responder

  10. Não conhecia essa história e me interessei bastante <3 Ótimo tema e post, beijos
    http://www.achatadebatom.blogspot.com

    Responder

  11. Muito feliz vendo suas fotos dos sabbaths <3 <3

    Responder

  12. Isa do céu, que coisa mais incrível! Adorei o ritual de acender as velas no por do sol e as comidas (amo pimenta e tempeiros). Fiquei feliz em saber que ainda bastante gente faz esses rituais, adorei suas fotos também! Pena que não deu pra fazer o da neve né? Teria que fazer o desenho de um sol?
    Faz os pots sobre os outros Sabbath’s, vou adorar conferir! Beijão!
    dezoitoemponto.com

    Responder

  13. Me lembrei da época que tinha tempo pra ficar estudando sobre tudo isso! Isso tudo também tinha no meu blog, como sempre falo, a vacilona aqui apaga e se arrepende…
    Enfim… acho mega interessante tudo isso… ♥

    Já viu minha ultima postagem? Falei sobre o jogo de suspense/terror Until Dawn, muito legal!

    Responder

  14. Guria do céu, que post lindo e cheio de informações/coisas legais <3 Eu adoro saber mais sobre história/cultura dos lugares e fiquei encantada. E vinho com laranja no frio, ai ai ai ai que delícia incrível, mal posso esperar para uma festinha junina e um friozinho por aqui.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    Responder

  15. Adorei saber as curiosidades sobre a data.
    Big Beijos
    Lulu on the sky
    You Tube

    Responder

  16. Acho sensacional tudo que envolve cultura celta ou/e nórdica. Não tinha ideia dessas “estações” para eles e adorei saber, muito intuitiva a imagem da roda! Amei o post!

    Responder

  17. O Imbolc é celebrado no dia do meu aniversário (1/2) então eu já conhecia sobre. Acho bem legal quando a população se reúne para celebrar algo em comum, não importando a religião. Eu não tenho religião e admiro em parte todas, acho muito legal. Confesso que sinto muita falta dos brasileiros celebrando algo em comum, em 2016 poucas casas estavam iluminadas para receber o natal e isso influenciou bastante meu natal, senti até que foi menos natal que os anteriores. Não gosto do sentimento de perder essas celebrações, me dá um vazio.
    http://www.rumorandhorror.blogspot.com

    Responder

  18. Oi Bela!
    Quando eu tava na minha comemoração de Lughnasadh, uma hora pensei: “Será que a Bela tá comemorando Imbolc lá na Finlândia?” Que bom que você comemorou, é um costume tão bom! Imbolc é tão bonito, que saudade de comemorar! Hahahaha

    Ahh, indiquei seu blog em um post de minas alternativas fodas da internet!
    Beijão!

    http://www.vultuspersefone.blogspot,com

    Responder

  19. Eu sempre gostei de ler sobre comemorações pagãs, tenho quase certeza de que fui celta em outra vida, esses assuntos sempre me interessam muito. Gostei de saber sobre as tradições do Imbolc e adorei as fotos do post, ficaram lindas! Acho que vou passar a comemorar também! ^^
    Beijos

    Responder

  20. Nossa, eu não conhecia essa celebração, até porque eu não sou muito ligada à nenhuma religião específica, mas gosto de saber mais sobre a cultura de cada uma. Bem interessante!
    Beijinhos <3
    Livros, Amor e Mais

    Responder

  21. Muito interessante esse isso de Equinócio de Primavera. Não sabia nadinha sobre isso! Muito bacana a experiência que você está tendo morando aí né? Incrível 😀

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    Responder

  22. Linda celebração <3 eu sei pouquinho sobre ela, mas gostei bastante do post para relembrar!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    Responder

  23. Gostei dessa comemoração o Disting, a ideia é bem boa. To achando muito legal as tradições da Finlândia que você está postando aqui, porque pra mim é uma coisa nova e são informações que eu jamais iria saber. Gostei de saber um pouco mais sobre o equinocio de primavera. Vejo os povos desses outros países tão fieis as tradições, aqui no Brasil poderia ser igual 🙁

    Responder

  24. Que lindo! Não conhecia… parece ser tão aconchegante! Adoro qualquer coisa que envolva fogueiras ou velinhas hahaha.
    ps: caramba, você era praticamente minha “vizinha”, hehe
    Bjs,
    Re

    Responder

  25. Menina que super interessante!
    Nunca tinha ouvido falar mas adorei!
    Se eu morasse por ai ia fazer tudo direitinho rs
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    Responder

  26. Eu não conhecia essa celebração. Achei muito interessante. Adoro conhecer outras crenças, tradições, culturas. Sem dúvida deve ser uma experiência incrível morar na Finlândia e ter esse tipo de contato e vivência com seus costumes. Eu iria adorar viajar para lá um dia!
    Beijos!

    Responder

  27. Nossa que tradição interessante, nunca tinha ouvido falar! Se aprende tanto com as tradições antigas né?
    Que invejinha dessa neve, aqui tá um calor de matar haha
    Adorei conhecer um pouco mais sobre a cultura daí!
    Beijos

    Responder

Deixe uma resposta