23.04.2017

Escotismo e suas hist√≥riasūüćÄ | 23 de abril – Dia do Escoteiro

Durante todos esses anos entre Membro juvenil e Escotista, vivenciei e escutei histórias maravilhosas sobre o Escotismo.

O dia 23 de Abril é comemorado o dia do Escoteiro porque Baden-Poweel escolheu o dia de São Jorge.

Em comemoração á esta data tão importante pra mim e outros 90 mil escoteiros do Brasil, resolvi compartilhar uma história do blog do Chefe Osvaldo, dono do blog Escotismo e suas histórias ( ele também tem o blog histórias escoteiras, que narra histórias que parecem reais mas que sairam de sua mente e vivencias.)

Os heróis não tem idade.

                    Mariel com seus sete anos sonhava em ser lobinha. Tentou de tudo e nunca foi sequer ouvida pelos seus pais. Dizem que meninas de sete anos não sonham, mas não é verdade. Ofereceram a ela uma boneca Modelmuse 2013. Ela recusou.

‚Äď O que voc√™ quer de Papai Noel – perguntou seu pai

Ela abaixou a cabe√ßa e disse ‚Äď Quero ser lobinha!

Ela j√° sabia a resposta.

Desde o dia que pediu para participar que seu pai foi contra. Sua m√£e tamb√©m. ‚Äď Nem pensar, diziam. ‚Äď N√£o vou deixar voc√™ ir para o mato, dormir em barraca, pode aparecer uma cobra ou um bicho qualquer. E se forem para longe? N√£o sabe que sumiu um Escoteiro no Pico do Roncador e at√© hoje ele n√£o apareceu? ‚Äď Agora eles perguntavam o que ela queria de natal pensando que ela mudou de ideia. Seu pai um dia disse que eles eram esquisitos, vestiam um uniforme e se achavam os tais. Ningu√©m sabia, mas o pai de Mariel quando jovem queria ser um e n√£o foi. Motivos? Ele nunca contou.

                      Mariel em seu pequeno computador leu sobre tudo o que era os Escoteiros e os lobinhos, o que eles faziam, leu as histórias dos acampamentos, de Mowgly, aprendeu as provas e se ela entrasse hoje já sabia de tudo. Havia meses que ela insistia com seus pais e eles sempre negando. Chegaram ao ponto de dizer que se ela falasse mais no assunto eles a poriam de castigo. Sua mãe foi mais amiga, explicou para ela sobre sua idade, não conheciam os responsáveis e se alguém a raptasse? Afinal eles moravam em um bairro nobre, seu pai era Presidente de uma Grande Empresa e ela seria presa fácil para sequestradores. Dizer para sua mãe que havia outras crianças iguais a ela não adiantava.

¬†¬†¬†¬†¬†¬† ¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Uma tarde de s√°bado sua m√£e foi com seu pai ao Mercado fazer compras. Dona Nana a cozinheira ficou respons√°vel por ela. Mariel n√£o perdeu tempo. Que seja o que Deus quiser pensou. Sabia ser errado desobedecer a seus pais, mas tenho que ir ela pensou. Se pelo menos eu pudesse ver o que eles estavam fazendo j√° seria uma alegria para mim. P√© ante p√© abriu a porta da Mans√£o e passou sorrateiramente pela portaria do Condom√≠nio. Sabia que n√£o era perto. Ficava a duas quadras do seu col√©gio. Foram mais de uma hora a p√©. Ela n√£o sabia pegar √īnibus. N√£o foi f√°cil. Era uma menina fr√°gil. Seus pais n√£o a deixavam participar de atividades recreativas mais pesadas no col√©gio. Chegou ao Grupo Escoteiro bem na hora que estavam hasteando a bandeira. Ela ficou de longe olhando. Que belo espet√°culo! Seus olhos se encheram de lagrimas. Era bonito demais. E os lobinhos e lobinhas correndo para formar!? Que ordem, que disciplina. Ela j√° sabia que iriam fazer do Grande Uivo. Quem dera eu fosse uma delas.

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† ¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Esqueceu-se das horas. Quando viu estava escurecendo. Ficou olhando para eles at√© o final. Correu rua fora e quase foi atropelada. Chegou a sua casa j√° noite escura. Na porta carros de policia e de parentes. Entrou pelos fundos. ‚Äď Que foi papai? Ela perguntou. ‚Äď Meu Deus! Voc√™ est√° aqui. A m√£e e o pai correram para abra√ß√°-la. Eles choravam de emo√ß√£o. Pensavam que tinha sido raptada. Mariel sabia que o lobinho diz sempre a verdade e contou tudo para eles. Contou com l√°grimas nos olhos. Sabia que o castigo viria. E veio mesmo. Mais de dois meses sem computador e sem TV. Mariel n√£o se incomodou. N√£o foi certo sair sem avisar, mas sabia que nunca eles deixariam ir. Todos os meses do castigo ela n√£o parava de lembrar-se do que viu e sentiu. Ah! Se fosse verdade e eu fosse um deles sonhava.

                       Paolo, Billy e Eddy Mário iam para a reunião dos seniores. Todos eles antigos no grupo. Foram lobinhos e agora estavam se preparando para conseguir o Escoteiro da Pátria. Eram amigos desde a Tropa Escoteira. Uma amizade que perdurou por anos. Pararam no farol na esquina da Rua dos Tamoios com a Avenida Campos Gerais. Esperou o farol abrir. Era um local perigoso e com muitas batidas. Viram quando um Audi em disparada não obedeceu ao sinal e avançou a toda velocidade. Da Rua dos Tamoios um Utilitário azul da Toyota em velocidade normal viu o farol aberto e entrou. A batida foi forte. Uma verdadeira explosão. O Audi ficou completamente destruído. A Toyota rodopiou sobre si mesmo e quando parou explodiu o motor. O fogo começou. Não havia o que discutir e nem pensar. Os três correram para o Toyota que pegava fogo. O Audi não estava em chamas. Paolo com se bastão quebrou o vidro da porta do motorista e tentou tirá-lo. Não conseguiu.

                          Nada é impossível para escoteiros. Eles não deixariam o homem morrer. Alguém gritou da calçada que o Toyota ia explodir. Corram daí se querem viver! Gritaram. Billy pegou o bastão e foi para a outra porta. Quebrou o vidro e passou por ele, pois a porta estava emperrada. Cortou o cinto que estava preso com sua faca. Paolo e Eddy do outro lado arrastaram o homem para fora. O fogo aumentou. Billy sentiu seu uniforme pegando fogo. Pulou para fora do carro e se jogou ao chão rolando de um lado para outro. Conseguiu apagar, mas seu corpo teve diversas queimaduras. A Toyota explodiu a seguir. Graças a Deus ninguém morreu. O socorro chegou em seguida. O homem da Toyota estava desmaiado. No hospital Billy ficou internado por três semanas e saiu direto para a reunião de tropa. Sentia uma falta tremenda. Nunca faltou. Que chovesse canivete, mas ele estava lá na sua Patrulha Pico da Neblina.

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† ¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Quando Billy chegou uma salva de palmas e todos correram para abra√ß√°-lo e ele dizendo n√£o, pois as queimaduras n√£o haviam sarado ainda. Aceitou aperto de m√£o, mas fez quest√£o de dizer que ele e os amigos fizeram o que era certo. Todos eles a sua maneira agiram como Escoteiros. A formatura estava em andamento. Billy tomou seu lugar na patrulha. Notou que chegaram um homem, uma mulher e uma menina pequena e fr√°gil. Eles tomaram lugar na bandeira. Ap√≥s a cerimonia o homem pediu a palavra. Ele era a vitima do Toyota. Ele chorava. Quase n√£o conseguia falar. Ainda n√£o conseguia andar direito, pois sofrera uma fratura no bra√ßo e na perna. Foi at√© onde Billy Paolo e Eddy estavam e lhes deu um grande abra√ßo. ‚Äď Nunca vou me esquecer de voc√™s! Ele disse chorando. Eu pensava que Escoteiros era uma turma de arruaceiros, de jovens sem forma√ß√£o. Eu me enganei. Por anos neguei que minha filha participasse.

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Mariel mudou. Agora era um lobinha alegre e cheia de vida. Como era bom saber que seus pais tamb√©m ajudavam o Grupo Escoteiro. Mariel no final do primeiro dia de reuni√£o se ajoelhou quando os lobinhos e lobinhas faziam o Grande Uivo e mesmo sabendo que ela s√≥ iria participar depois da promessa, Mariel rezou. ‚Äď Obrigado meu Deus! Consegui! Meu sonho se concretizou. ‚Äď Todos olharam para ela espantados. Ela levantou, sorriu e gritou bem alto ‚Äď ‚ÄúMelhor Poss√≠vel‚ÄĚ! Agora sou uma lobinha, e prometo a mim mesma que serei escoteira por toda a vida.

Por Osvaldo Ferraz

Visitem os blogs do Chefe Osvaldo para conhecer mais sobre o Escotismo e suas histórias!

Blog Escotismo e suas histórias e Blog Histórias Escoteiras.

Quer saber mais sobre o Movimento Escoteiros? Dá uma olhada lá no Canal A Bela, não a Fera!

Um vez escoteiro,

Sempre escoteiro.

Um por todos,

Todos por um.

Nosso lema é: SEMPRE ALERTA!

  • Aline Amorim em 23.04.2017

    Eu achava que escoteiros existia apenas em desenhos e filmes. Mas deve ser muito legal ser um..
    Gostei da história e do ensinamento de nunca desistirmos dos nossos sonhos!
    Beijos

    Responder

Translate »