Posts de Bela
04.07.2014

Trocas no Skoob #1

Lembram do meu post sobre as trocas no Skoob? Tá aqui o link caso não se lembrem.

Semana passada efetuei a minha primeira troca e o livro chegou quarta-feira á tarde.
Estou aguardando mais dois livros chegarem *-*
Por enquanto, dei muita sorte com os negociantes. Estou adorando me ‘livrar’ de livros já lidos por aquisições desejadas!

O post é pra mostrar pra vocês que o Skoob é um site muito legal MESMO!

trocas no skoob

E assim que terminar de ler esse livro, faço resenha pra vocês.

Tem vontade de trocar algum livro?
Veja minha estante ou procure por outros livros.

03.07.2014

Dicas | Filmow

Já ouviu falar do FILMOW?
É a rede social de filmes e séries.
Lá você encontra notícias sobre séries e filmes que vão lançar, notícias, filmes em cartaz e suas notas e até mesmo as séries mais vistas.

Filmow

Foi criado para pessoas viciadas e apaixonadas por filmes. A principal ideia do Filmow é que você mostre aos seus amigos os filmes que já assistiu, comente sobre eles e dê sua opinião, na página do filme. Mas, para os que apenas gostam de filmes, o Filmow também é uma rede social onde é possível encontrar pessoas e amigos.

Me adicionem! Meu painel filmow.

Já conheciam o Filmow? O que acharam dessa rede social? *-* Comente!

03.07.2014

Cuide bem do seu intestino para emagrecer

Não é só você que precisa de uma dieta saudável e diversificada. 

Os trilhões (sim, é isso mesmo) de micro-organismos que vivem no seu intestino também. Veja só a sua responsabilidade ao levar o garfo à boca! A relação entre o que comemos e o equilíbrio da saúde do organismo em geral foi um dos destaques do encontro GUT Microbiota for Health – um evento organizado pela Sociedade Europeia de Neurogastroenterologia e Mobilidade (ESNM) e Associação Americana de Gastroenterologia (AGA), que reuniu especialistas do mundo todo em Miami (EUA), em março deste ano. E, sem medo de exagerar, pode-se dizer que o intestino é a bola da vez da ciência.

large (9)

Para conhecer melhor essa relação entre saúde, alimentação e probióticos (bactérias do bem que equilibram a microbiota), confira alguns dos pontos altos do congresso.

  • Foco na alimentação

Para que nossa saúde e nossa boa forma sejam garantidas, precisa haver um equilíbrio entre as bactérias do bem e as agressoras. Comendo e digerindo a comida que alimentamos os micro-organismos protetores que vivem em nosso intestino. Não é só o sistema digestivo que sai ganhando.  Estudos sugerem que obesidade, diabetes e até distúrbios comportamentais, como autismo e depressão, podem estar relacionados ao desequilíbrio da microbiota.

Os alimentos mocinhos, você conhece: legumes, verduras, frutas e grãos. Neles são naturalmente encontrados os prebióticos que nutrem as bactérias do bem. Também os vilões são velhos conhecidos: fritura em excesso e gordura animal, que tem um potencial inflamatório. A pesquisadora norte-americana Suzanne Devkot, da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, em Boston, Estados Unidos, citou um estudo que mostra a possível relação entre o alto consumo de leite de vaca gordo e inflamações no intestino. Mas que fique claro: nem todas as gorduras são prejudiciais – os ácidos graxos ômega-3, que têm o poder de controlar inflamações, ajudaram a reverter o quadro dos pacientes que participaram da pesquisa norte-americana. Cuidado ainda com o açúcar e os produtos muito processados.

  • Obesidade controlada

Você não exagera à mesa, faz exercício quase todos os dias e, ainda assim, vive em guerra com a balança? A explicação pode estar no desequilíbrio das bactérias que vivem no seu intestino. Estudos feitos com camundongos e seres humanos mostram a relação entre esses micro-organismos e o peso extra. A microbiota intestinal parece contribuir na extração, no estoque e no gasto de energia obtida dos nutrientes dos alimentos. Traduzindo: você pode estocar mais ou menos calorias de acordo com os tipos de bactéria presentes em maior ou menor quantidade no intestino. Os antibióticos também podem fazer parte dessa equação, segundo um estudo em andamento. Não é difícil entender o elo. Eles salvam vidas, mas apresentam consequências não desejadas: matam as bactérias do bem.

  • Aliados naturais

— Prebióticos: as fibras que passam intactas na digestão servem de alimento para as bactérias benéficas. Confira as principais delas e em que alimentos são encontradas: inulina (alho, cebola, aspargo, chicória, batata yacon), fruto-oligossacarídeos (alho, cebola, banana, tomate, aveia, trigo, mel), pectina (frutas cítricas, maçã, cenoura, aveia, soja, lentilha, ervilha) e ligninas (linhaça, gergelim, amêndoa, soja).
— Probióticos: são micro-organismos que chegam vivos ao intestino e promovem benefícios à saúde. Os mais comuns são as bactérias Lactobacillus e Bifidobactererium, que podem ser acrescentadas aos alimentos (iogurtes, leite fermentados – confira no rótulo), suplementos e medicamentos.

Bactérias transplantadas: retiradas das fezes de um doador saudável, as bactérias do bem são introduzidas no paciente. A técnica também é conhecida como transplante de fezes (as bactérias são separadas e apenas elas são utilizadas). A técnica tem sido empregada para tratar uma doença grave, a colite pseudomembranosa. A terapia, que vem sendo bastante estudada, poderá ser útil em breve para tratar os problemas relacionados à microbiota. Entre eles, obesidade, diabetes, SII e doenças inflamatórias.

Nem eu sabia de tanta coisa 😮

Como uma pesquisa não ajuda, né? Gostou ou ficou com alguma dúvida? Comente! :*

Página 234 de 245«1 ...230231232233234235236237238... 245Próximo
Translate »