Posts de Bela
23.06.2014

TAG: Sentimentos Literários

Essa TAG consiste basicamente em dizer quais livros te despertaram os seguintes sentimentos: alegria, tristeza, medo, angústia, apego, nostalgia, raiva, indiferença, compaixão e reflexão.
E nada mais do que eu, a doida dos livros, para dizer alguns livros que me remetem a esses sentimentos.

Alegria

A Guerra dos botões – Louis Pergaud

Sinopse: Jovens moradores de dois vilarejos franceses vivem combatendo entre si. O motivo não poderia ser mais inusitado: botões de roupa. Uma divertida e fantástica batalha, que mostra a crueldade e a insensatez dos adultos nas suas guerras de verdade.

→ Quando comecei a ler esse livro, eu tinha 14 anos e meu pai leu o título e deu risada. Perguntei o que tinha de engraçado e ele contou que quando era pequeno, tinha uma briguinha parecida no bairro dele, porque ele tinha camisas com abotoadores de ouro e era moleque de brincar na rua. Os outros garotos criavam encrencas com ele só por causa disso. E então eu li o livro imaginando o personagem principal como meu pai.

Sentimentos Literários01

Tristeza

Jane Eyre – Charlotte Brontë
Sinopse: Jane Eyre é uma menina órfã que vive com sua tia, a sra. Reed, e seus primos, que sempre a maltratam. Até que, cansada do convívio forçado com a sobrinha de seu falecido esposo, a mulher envia Jane a um colégio para moças, onde ela cresce e se torna professora. Com o tempo, cresce nela a vontade de expandir seus horizontes. Ela põe um anúncio no jornal em busca de trabalho como governanta. O anúncio é respondido pela senhora Fairfax, e Jane parte do colégio para trabalhar em Thornfield Hall. Lá, ela conhece seu patrão, o sr. Rochester, um homem brusco e sombrio, por quem se apaixona. Mas um grande segredo do passado se interpõe entre eles.

→ Li esse livro na faculdade por causa da matéria de Cultura Inglesa. Juro que me apaixonei pela narração e pelo romance. Adoro esse lance de platonismo e coisas difíceis de alcançar. O sentimento de tristeza vem com a parte de apenas encobrirem a verdadeira história da Bertha. As irmãs Brontë ( vocês devem conhecer a Emily Brontë, de O monte dos ventos uivantes ) eram filhas de um vigário( religioso católico) da Igreja da Inglaterra então, obvio que Charlotte preferiria esconder a história de uma Jamaicana, por puro preconceito. Depois, claro, estudamos o outro lado, a história de Bertha. Criado muitos anos depois pela Jane Rhys, entitulado ‘Vasto mar de Sargaços’.

Sentimentos Literários02

Medo

Contos de terror, de mistério e de morte – Edgar Allan Poe

Sinopse: Nesta coletânea, o leitor entrará em contato com alguns dos melhores exemplos da obra do criador do conto policial, em que se associam medos reais a casos extraordinários.

→ Não é bem medo o que sinto. É aquele friozinho na barriga, de nervoso, curiosidade, sabe? Poe é o MELHOR escritor de suspense de todos os tempos, na minha opinião. Só lendo para que entendam o que estou falando

Sentimentos Literários03

Angústia

O diário de Anne Frank – Editada por Otto Frank e Mirjam Pressler

Sinopse: “12 de junho de 1942 – 1° de agosto de 1944. Ao longo deste período, a jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de muitos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente seguiu para Auschwitz e mais tarde para Bergen-Belsen.”

→ Leitura obrigatória do 2º ano do Ensino Médio. Eu, como professora de Língua Portuguesa e maior incentivadora dos meus alunos, recomendo sempre esse livro. Ele desperta TODAS as sensações do mundo mas a que mais me lembro de sincronizar durante a leitura é a angústia. Principalmente por lembrar do Holocausto, de não poder fazer nada a respeito disso e que a Anne, poderia ser qualquer uma de minhas alunas naquela época.

Sentimentos Literários04

Apego

Harry Potter e a Câmara Secreta – J.K. Rowling

Sinopse: Começa com o pequeno feiticeiro passando as férias na casa de seus tios trouxas (não-bruxos) e sendo, como sempre, muito maltratado. Seu aniversário de 12 anos é o pior de todos: ninguém o cumprimenta, não ganha nenhum presente, nada. O garoto, órfão de pai e mãe, chega a cantar Parabéns pra você baixinho como se quisesse, ele próprio, provar que está vivo. Para piorar, os tios o prendem num quarto cercado de grades com direito a apenas uma refeição por dia — que ele divide com sua coruja, igualmente encarcerada numa gaiola. De repente, aparece um carro voador com amigos feiticeiros que livram Harry Potter dessa amargura. Essa é apenas a primeira cena em que Joanne brinca com situações-limite. Todo o livro é permeado de quase-desgraças e é, por isso mesmo, quase impossível parar de ler. A empreitada, dessa vez, consiste em localizar uma câmara secreta e liquidar o monstro que está atacando estudantes do colégio Hogwarts, no qual os pequenos feiticeiros estudam magia e se divertem aprendendo, por exemplo, a transformar as plantas usando adubo de dragão. Para Harry, garoto sem família e rejeitado pelos tios, Hogwarts é tudo. Portanto, quando colegas, e até professores, começam a desconfiar que ele tem alguma participação nas tragédias que estão acontecendo no colégio, a situação fica mais complicada. Até Hermione, amiga querida de Potter, é atacada pelo monstro e se transforma numa estátua. Só resta ao nosso herói tentar resolver o mistério por conta própria. Mais uma vez, ele enfrenta o terrível bruxo das trevas e… O final é surpreendente e muito divertido.

→ Meu apego é pela coleção completa, dá até pra perceber que essa está com o plástico ainda. Tenho um apego absurdo á melhor história de imaginação e bruxaria. Harry Potter acompanhou meu crescimento e foi um dos primeiros livros -grandinhos- que lembro de ter lido e só tinha 9 anos (menos de 6 meses depois do lançamento do primeiro livro)! Eu tava tão afobada pra tirar foto dos livros que tirei da Câmara secreta mas o meu preferido é o Prisioneiro de Azkaban. :3

Sentimentos Literários05

Nostalgia

Mowgli – Rudyard Kiling

Sinopse: Um garoto sobrevive entre as feras e a rudeza da floresta tropical. A beleza, os perigos e as lições do mundo animal são o tema deste livro. Adotado por uma loba, Mowgli cresce aprendendo os segredos da selva com seus amigos Kaa, a serpente, Bagheera, a pantera, Balú, o urso e seu melhor amigo, entre outros animais selvagens.
A floresta de Seouni localiza-se no Leste da Índia e, hoje, é protegida pelo governo daquele país. Lá, os animais que Kipling imortalizou em seu romance ainda podem ser vistos.

→ Sou Chefe Escoteira e ainda estou me decidindo se serei Akelá ( chefe de lobinhos 6 á 11 anos e meio). Não tem história melhor pra lembrar dos meus 14/15 anos, que eu era escoteira e atormentava os Lobinhos, mas também os mimava contando a história do Mowgli, perguntando os nomes dos personagens. Lembro em um acampamento, que enquanto eu levava garrafas PET com água pra por no sol (pra tomar banho quentinho no final da tarde), eu cantarolava ‘Somente o neeecessáaario, Somente o Neeecessário’ Hah

Sentimentos Literários06

Raiva

Histórias Intimas ( Sexualidade e Erotismo na História do Brasil) – Mary Del Priore

Sinopse: Quando o Brasil era a Terra de Santa Cruz, as mulheres tinham de se enfear e os homens precisavam dormir de lado, nunca de costas, porque “a concentração de calor na região lombar“ excitava os órgãos sexuais. E nos momentos a sós – geralmente no meio do mato, e não em casa, porque chave era artigo de luxo e não era possível fechar as portas aos olhares e ouvidos curiosos –, as mulheres levantavam as saias e os homens abaixavam as calças e ceroulas. Tirar a roupa era proibido. E beijar na boca? Bem… sem pasta e escova de dentes, difícil. Mas como o proibido aguça mais a vontade, a instituição que mais repreendia os afoitos, ironicamente, acabou se tornando o templo da perdição. Onde as pessoas poderiam se encontrar, trocar risos e galanteios e até ter relações sexuais, sem despertar suspeitas, se não no escurinho… das igrejas? Casos saborosos como esses são narrados por uma das maiores historiadoras do país, Mary del Priore. Em Histórias Íntimas, ela mostra como a sexualidade e a noção de intimidade foram mudando ao longo do tempo, influenciadas por questões políticas, econômicas e culturais, e passaram de um assunto a ser evitado a todo custo para um dos mais comentados nos dias de hoje.

→Pensa em um livro que fala de uma vasta pesquisa sobre a ‘intimidade’ durante o passar das décadas aqui no Brasil. São coisas que vocês nem imaginam. E dá raiva, muitaaaaa raiva porque tudo é questão de pudor nos dias de hoje. “Ah, não pode isso, não pode aquilo. Cuidado, você vai ficar mal falada”. E rola um machismo obvio. Esse livro eu peguei emprestado com um amigo e é obvio que agora temos mais noção de que nem tudo é lindo e enfeitado como a igreja e a sociedade tenta impor para nossas vidas.

Sentimentos Literários07

Indiferença

De volta aos quinze – Bruna Vieira

Sinopse: “Anita tem 30 anos e sua vida é muito diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet.”

→ Acompanho o trabalho da Bruna Vieira e adoro os contos que ela escrevia. Por que né… Ela agora tem tanta coisa pra fazer pra ganhar dinheiro que deixou de escrever as crônicas e colocou várias colaboradoras pra fazer isso. Para crônicas, adorei os outros dois livros, agora essa narrativa… Gente, que coisinha mais… Blerc. Li o livro inteiro esperando o Clímax. E… Será que vem no próximo livro que ela ‘tá prometendo? Desculpa a irônia mas vamos lá, Bruna, volte a escrever suas crônicas. 😀

Sentimentos Literários08

Compaixão

Branca como o leite, vermelha como o sangue – Alessandro D’Avenia

Sinopse: O  romance sobre o ano mais intenso na vida de um jovem, em que ele aprende a lidar com os próprios sentimentos e, consequentemente, com seu amadurecimento. Leo é um garoto de dezesseis anos como tantos: adora o papo com os amigos, o futebol, as corridas de motoneta, e vive em perfeita simbiose com seu iPod. As horas passadas na escola são uma tortura, e os professores, “uma espécie protegida que você espera ver definitivamente extinta”. Apesar de toda a rebeldia, ele tem um sonho que se chama Beatriz. E, quando descobre que ela está terrivelmente doente, Leo deverá escavar profundamente dentro de si, sangrar e renascer para a vida adulta que o espera.

→ Pensa em uma leitura gostosa? Então. D’Avenia descreve tão bem os sentimentos do Leo que por segundos me sinto no lugar dele, vivendo tudo aquilo. Dá pra sentir a transformação de um garoto com todas as características da juventude – rebelde, egoísta, egocêntrico – numa pessoa madura e responsável. Essa mudança começa a ser percebida quando Leo deixa de jogar o jogo decisivo do campeonato de futebol para cuidar de sua amiga doente. Sério, gente, leiam esse livro.

Sentimentos Literários09

Reflexão

Oscar Wilde para inquietos – Allan Percy

Sinopse: Oscar Wilde Para Inquietos é uma aula de filosofia extraída da vida e da obra do consagrado autor de O Retrato de Dorian Gray. Nas frases ditas por Wilde ou naquelas expressas por seus célebres personagens, encontramos uma ironia única e uma sabedoria imortal que refletem o brilhantismo de um homem que aproveitou ao máximo os prazeres da vida, sem deixar de observá-la criticamente. Cada capítulo traz uma frase marcante do escritor, que Allan Percy comenta e desenvolve, entrelaçando-as a pensamentos de pessoas renomadas em áreas que vão da dramaturgia à educação, da música à filosofia.

→ Eu sou inquieta, penso de mais e quero fazer tudo de uma vez. Quando vi esse livro, tive que levar. Ele me dá noção de coisas que eu já sei (!) mas que não percebo, por causa daquele ditado né ‘macaco não olha o próprio rabo’ :p  Os outros livros dessa coleção são bem legais também: Nietzche para estressados, Kafka para sobrecarregados e Herman Hesse para desorientados. Livros de auto ajuda sempre são bem vindos pois nos fazem enxergar melhor.

Sentimentos Literários10

Gostaram dos livros? Não concorda com alguma opinião minha? Tem algum livro pra me indicar? Comente aqui!
E quem fizer essa TAG, marque-me! Quero saber um pouco mais de vocês também!

22.06.2014

GOODNET: A plataforma do bem

Uns 2 anos atrás eu conheci esse site e viciei nele.
Cheguei até a receber a pulseirinha “YOU’RE AN EXPLORER”.
Hoje refiz o ‘teste’ e deu ‘YOU’RE A DREAMER’.

goodnet

O QUE É GOODNET?

Goodnet, é um Gateway para fazer o bem, é uma plataforma de mídia que visa ajudá-lo a ativar sua bondade. É uma conexão entre as pessoas, organizações e iniciativas. Goodnet oferece a todos um caminho direto para encontrar a oportunidade que melhor lhes convier para fazer o bem. Inspira e capacita os usuários a tomar medidas positivas de forma independente, a qualquer hora, em qualquer lugar e em qualquer campo de interesse mais próximos seus corações.
Atua como curador, trazendo aos leitores palavra das oportunidades incríveis que estão lá fora, enquanto também se engajam benfeitores em todo o mundo que podem compartilhar seus conhecimentos, experiências, pensamentos e ações. Existem muitos empreendimentos maravilhosos na web destinados a fazer o bem, tanto para o planeta ea humanidade. Goodnet aspira a ser uma plataforma onde todos eles são reunidos em um só lugar, a fim de sensibilizar a opinião pública e incentivar a sua utilização em todo o mundo.

A FILOSOFIA

Fazendo o Bem é um estado de espírito que pode acompanhar cada ação brilhar, através de cada pensamento. Fazendo Boas Ações começa de dentro, por isso mesmo o mais pequeno sorriso pode mudar algo em sua vida e fazer a diferença na realidade das pessoas ao seu redor.
Uma massa crítica de pessoas que querem o bem, pensar bem, falar bem e fazer o bem pode gerar transformação positiva no mundo.
Fazer o bem é um conceito amplo: todos nós entendemos a necessidade de fazer o bem para si mesmo, dos outros e do planeta.

Esta é a minha!

Esta é a minha!

 

É só fazer o teste e esperar a pulseirinha (demora em torno de um ou dois meses pra receber, mas elas veem, viu?!)

22.06.2014

6 alimentos para serem ingeridos sem culpa no inverno

Ah… Domingo á noite. Você pensando em como resolver essa fome absurda – juntamente com o tédio – que aumenta no inverno…

Tenho aqui SEIS alimentos que são ótimos para serem ingeridos sem culpa no inverno.
Esses alimentos, além da função de nutrição, fornecem outros benefícios à saúde.

  • Azeite de oliva: O óleo extraído das olivas é rico em gorduras monoinsaturadas e polifenois, que são imbatíveis contra a síndrome metabólica. Incrementar a dieta com este ingrediente é, portanto, uma deliciosa maneira de ter mais saúde, principalmente cardíaca.
  • Ovo: É um alimento rico em vitamina E, essencial para melhor absorção das vitaminas A e D. Auxilia na proteção das membranas das células contra substâncias tóxicas que podem causar danos às estruturas das células e, dessa forma, desencadear doenças. Além disso, também possui aminoácidos que estão relacionados com a produção de anticorpos. Pode ser usado cozido, mexido, ou na forma de omelete, fornecendo saciedade e proporcionando uma refeição rica em proteínas.

ovos

  • Aveia: Auxilia o sistema imunológico a se manter ativo, algo importantíssimo durante a estação mais fria do ano. É também rica em fibras solúveis, do tipo que “limpam” as artérias do corpo e ajudam a reduzir taxas do colesterol ruim (LDL). Pode ser classificada como um verdadeiro coquetel mineral por conter cálcio, ferro, potássio, sódio, fósforo, selênio e zinco. O farelo de aveia é a forma mais nutritiva de ingerir o alimento, que pode ser adicionado a frutas, iogurtes e vitaminas, além de preparações salgadas, como sopas e saladas.
  • Batata-doce: Por ter um baixo índice glicêmico, ela pode entrar na alimentação sem causar prejuízo na balança. A batata doce se presta muito bem para substituir carboidratos simples, como pães e bolos, que são tão solicitados no inverno.

Chocolate amargo: Pesquisas apontam que os flavonoides do cacau trazem benefícios à circulação sanguínea no cérebro. Além disso, a epicatequina, uma substância encontrada no cacau e, por extensão, no chocolate amargo , pode, juntamente com exercícios físicos, estimular a memória. O uso de cacau em pó sobre as frutas aquecidas dá um toque especial em um simples lanchinho da tarde.

► Vinho tinto: Os estudos em relação ao vinho tinto e a saúde humana são consensuais. O resveratrol, substância presente no vinho tinto, traz benefícios na prevenção de doenças cardíacas e dislipidemias. É claro que a moderação deve ser lembrada sempre. Um cálice de vinho tinto para mulheres e até dois para homens já traz a dose recomendada de resveratrol.
Gostou ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário
Página 238 de 242«1 ...234235236237238239240241242... 242Próximo
Translate »