Posts de Bela
01.09.2017

Extremo

As pessoas mais sensatas não são aquelas que sabem dosar seus sentimentos e sim as que vivem tudo ao extremo. Mil amores, Mil paixões. Uma semana. Troca. Outra!
Os maiores poetas apaixonavam-se a cada nova manhã. Um novo blues, um copo de um bom e gelado whiskey. Três! Outro!
Uma das únicas coisas restantes, sem impostos além de abismos e vulcões são esses tais sentimentos... Ejaculados de lá pra cá e sempre incompreendidos.
Burros! Ignorantes! Ah, reduto de nostalgia. Ah, imagem maluca de todo esse zigue-zague do amor.
Uma chance. Porque não? Gozar dela? Claro que sim.
Silêncio na batida.
Que sentido faz uma mente turbilhando sem todos esses prazeres?
Explosão de sabores…
Ah, que gostoso seria!

Texto de agosto de 2011.

29.08.2017

A vida muda como estações do ano

O verão está chegando ao final e os tons do outono já estão dando as caras: a temperatura já caiu e as flores aos poucos estão desaparecendo, logo tudo ficará marrom, vermelho, amarelo e laranja. 

A vida muda como as estações do ano. 

Hoje pela manhã, fritando um ovo pro meu café da manhã (acredite, sempre viajo fundo no meu subconsciente em pequenas atividades como lavar a louça), me peguei em pensamentos de como a vida mudou pra mim não só no último ano mas nos últimos seis meses. 

Passei por momentos difíceis com a crise de pânico, ansiedade e depressão – que ainda estou recobrando forças e que o verão foi revitalizador e peça chave para esse passo – e estou apreensiva com os próximos meses já que tantas mudanças vem acontecendo no dia a dia e no meio ambiente em que estou. 

Meus dias de solidão, viraram de cabeça pra baixo já que antes era eu e o Antti o tempo todo e agora mal vejo ele por causa da universidade. Passo mais tempo com a Amanda e o Jerry, pessoas que, seis meses atrás, eu não faria ideia de como seriam importantes pra mim hoje. 

Muitos sentimentos também passaram por aqui e novos chegaram para limpar a alma de tristezas. Eu sinto falta da minha família e amigos, de comidas e lugares mas não voltaria para o Brasil por não me sentir segura em um país que está em ruínas.

As pessoas que deixei, seguem suas vidas assim como eu deveria seguir a minha sem passar tanto tempo revivendo nostalgicamente o que aconteceu no passado. Prometemos contato mas nem sempre é possível por inúmeros motivos, desde falta de tempo até desinteresse ou coisas que não combinam mais com os momentos. E aí ficamos apenas com as memórias. 

Junto com a nova estação que vem chegando e esses pensamentos de renascer após estar perdida em sensações que meu cérebro produziu sem ser pedido, cheguei a conclusão de que não posso me manter cem por cento no controle de tudo que acontece na minha vida e que eu deveria começar a deixar as rédeas lacearem aos poucos. 

Mal por esperar pelo que o outrono me trará e sei que serão motivos de muitos novos textos por aqui já que cada dia mais esse cantinho volta a ter a cara de um diário. 

O que vocês querem que venha junto com a nova estação do ano que se aproxima?!

19.08.2017

Nipsu – virei madrasta felina

Posso dizer que como não tenho nenhum petzinho aqui na Finlândia, toda casa que vou, os bichinhos me adotam e me amam.

Foi aí que virei madrasta felina da Nipsu, a gata do Jerry.Pai e filha. 

O Jerry sempre falou que a Nipsu se escondia quando ele tinha alguma visita ou que ela nem chega perto pra cheirar nenhum humano. Também contou sobre as formas que ela demonstra carinho: lambendo o cabelo e o nariz.

E então me ofereci para Cat-Sitter (babá de gato) enquanto ele foi passar 3 semanas na Espanha. Dormiria na casa dele algumas noites e cuidaria da alimentação e higiene dela.

Aos poucos ela foi se aproximando, dormindo comigo, lambendo meu cabelo e quando recebi a primeira lambina no nariz, ele me denominou madrasta. Na verdade ela me escolheu, o Jerry só felou pra que eu entedesse os sinais. 

Como sempre divido tudo sobre meus dias e quem me segue no instagram @carapinheiroo deve ter percebido as 300 fotos que tiramos juntas, tive que dividir alguns dos nossos momentos aqui!

” Você já tá dormindo?!” “Que ‘cê tá fazendo?!”“Fica braba não!” “Vish não é vídeo?!” Companheira de leitura <3 “Vou ligar pro meu pai…”

 

Nipsu(Sniff em inglês): é amado na família de Moomis porque Hosuli e Sosuli o afogaram quando ele ainda era pequeno. É é ganancioso e ligeiramente covarde, tímido, e assim significa liberdade para ele assustar os medos.

O que acharam dessa fofurinha?!

Qual o nome do pet de vocês?!

Página 5 de 2421 ...123456789... 242Próximo
Translate »