Categoria "Diário"
02.04.2017

Onde me vejo em 5 anos?

“Onde você se vê em 5 anos?”

Essa é aquela frase mais assustadora que fazem durante uma entrevista de emprego – que já é assustadora por si só.

Eu sou feita de uma inconstância não descrita no mundo real: hoje posso querer muiiito algo mas amanhã possa ser que nem faça mais diferença. Ao mesmo tempo, existem algumas coisas que quando bato o pé, tem que acontecer e do meu jeito.

Meu maior sonho sempre foi vir pra Finlândia, ou seja, meus planos do futuro sempre foram em torno de realizar esse desejo. Emprego, faculdade, família… Tudo sempre correu junto com o sonho. Trabalho para juntar a grana, começar e terminar a faculdade para não ter nenhum empecilho do tipo ‘porque não fui pra faculdade enquanto era nova…?‘ e aproveitar muito a família, já que o plano era viajar por muito tempo e/ou não voltar.

Pra quem acompanhou toda a viagem, o casamento e agora minha estabilização na terra do Papai Noel viu que minha vida deu um 360º digina de novela com dublagem de Herbert Richards.

Incrível dizer que tenho planos que durarão no mínimo 5 anos para serem concretizados, já que estou construindo toda uma nova vida, em um novo país.

 

Onde me vejo em 5 anos? 

  • Entrar na faculdade;
  • Chegar o mais próximo de ser fluente no finlandês – falar como nativo;
  • Estar no processo de aprendizado da língua sueca;
  • Viajar com e sem o mozão para outros países;
  • Trabalhar na área que pretendo me formar -não tenho certeza se continuarei na Educação;
  • Continuar tendo blog e gravando vídeos (será que o youtube continuará vivão?!);
  • Começar a crescer a família Carapinheiro Välimaa!

A parte mais linda de tudo isso é que eu e o Antti temos desejos que são parecidos e que dá pra um ter o suporte do outro. Sabemos e planejamos tudo mas não tem como fugir do que o cosmos prepara para nós.

E você?! Onde se vê em 5 anos?

13.03.2017

Entre crises de pânico e perguntas freqüentes

Particularmente, não me acho uma pessoa tão interessante. Tracei certos caminhos devido á escolhas bem feitas – e outras nem tanto, que me levaram á lugares maravilhosos e outros, me empurraram para longe do que meu interior anseia –e que nem eu mesma sei o que é ainda.

Tenho recebido muitas perguntas pelas redes sociais por causa do meu sumiço –DE APENAS 12 DIAS– e sinto-me na obrigação de explicar o que acontece.

Eu sendo o ser que sou, não consigo fazer um post sem uma dose de amor e positividade, então aproveitei para responder outras perguntas que recebi.

Então senta aqui, pega essa almofada e conheça um pouco mais da Bela, não a Fera.

Estou tendo crises de ansiedade e de pânico e não é tão romando e lindo como no tumblr.

Sempre tive ansiedade: da batata gratinada acabar, do filme acabar, da minha leitura atual acabar e o dia acabar, assim o mês, o ano e a vida. Sem que eu fizesse algo especial nessa vida. Já fiz longas conversas com meu interior e o mais próximo do que cheguei de uma resposta, é que em outra vida, fui famosa ou notável na sociedade, e nesta, preciso fazer algo para deixar de legado. Só não sei o que é.

Diante de toda cobrança -minha para comigo mesma, da mudança drástica de ares, vivênciei, até o momento, quatro sufocantes ataques de pânico, coisa que eu pensava que só acontecia com qualquer outra pessoa, menos comigo. Sempre cuidei tanto da minha mente, que nunca imaginaria que aquela manhã, que senti falta de ar, ânsia de vômito, soadeira, vertigem, confusão e dormência do lado esquerdo, fossem sinal do meu corpo, pedindo calma. Até alguns dias atrás, achava que era começo de AVC, mesmo com os médicos afirmando o estresse.

Não bastante em acontecer uma vez, poucos dias depois mais um ataque e no último sábado, dois ataques em menos de 20 minutos dentro da sala de cinema.

Comentar sobre o assunto não é o bastante quando os ouvidos dos outros não se interessa por isso, afinal, o importante nesse momento é o consumismo, é comprar comprar comprar e mostrar para os outros.

Aos Deuses tenho a alegria de agradecer por ter um homem tão compreensível ao meu lado, que para tudo o que está fazendo para me abraçar e dizer que tudo vai ficar bem.

E é dele que tirei forças hoje para vir escrever e responder as perguntas para vocês!

Q&A

  • Você já é cidadã finlandesa? 

Você só se torna cidadão finlandês, ou cidadão de países da Europa, depois de 5 anos com visto contínuo ☺

  •  Tá sentindo falta do Brasil? E do calor? 

Do país, em si, não sinto falta. Sinto falta de quem deixei. E dos rolês. 😆

  • Você já aprendeu a falar finalndês? 

Ei! Minä en puhu suomea! Só entendo algumas palavras e sei explicar que não sei o idioma ainda, ehe.

  • Os homens finlandêses são mais carinhosos que os brasileiros?

Essa é uma pergunta que eu nunca saberei responder em uma pluralidade, já que eu só conheci um homem finlandês e ele é pura magia. E meu. 🤓

  • Porque está sofrendo de ansiedade? 

Para uma pessoa que trabalhava e fazia tudo sozinha, ficar em casa por 10 meses (me pergunto como algumas pessoas fazem isso a vida toda🤔) e depender de tradução do Antti ou do celular para algumas coisas é foda de se lidar. Além da permissão de residência que completou seu 5º mêsaniversário -assim como o nosso, de casados! e nada de sair…

  • Como você lida com a ansiedade?

Não lido. Tento algumas táticas diferentes tipo respirar fundo e acalmar os batimentos cardíacos. Faço alguns exercícios com a bola de pilates, limpo algum cômodo da casa (fazer coisas que precisam de atenção ajuda a acalmar!), canto ou pinto ou leio algum livro.

  • O que você come aí?

Não são mais os mesmos alimentos todos os dias, tem que ter uma puta criatividade por causa da inexistência de algumas coisas e pelos preços salgados de outras. A batata é a base da nossa alimentação aqui em casa mas também comemos arroz, macarrão, broculis, espinafre, muita banana, uva e kiwi!

Confesso que não tenho nenhum post programado para os próximos dias -mesmo com várias ideias anotadas no papel – e estou bem com isso, aceito que a minha pegada de escrever diminuiu um pouco porque não quero escrever coisas tristes que ninguém lê (tipo o blog da amiguinha que faz contos lindos mas você não tira cinco minutos para apreciar). Assim como o Youtube está a todo vapor com o VEDA e sei que vocês vão adorar.

Respira fundo, aqui comigo, que tudo ficará melhor. 

Se tiverem mais alguma pergunta pessoal, aproveita para deixar aqui!

12.12.2016

Um desejo para o Natal e um novo projeto🎄😊

Ano passado fiz dois desejos durante a ceia de Natal: que os Cosmos continuassem a dar saúde á minha família e amigos, e que minha vida mudasse em um ângulo de 360 graus. Na virada do Ano Novo Romano (já que ano novo pra mim é só no meu aniversário 🤓), banhada pelas ondas da praia, pedi mais uma vez pelas mesmas coisas. Acredito que ter passado o mês de dezembro 2015 na praia, com amigas e depois com meu pai, foram ideais para que os desejos fossem realizados na minha mente.

Desde o primeiro sinal do desejo, na noite do dia 24, comecei a criar ideias do que queria fazer, como queria mudar e a pensar em todas as possibilidades.

2016 foi um ano maravilhoso pra mim pois estava dando aulas, estava de volta ao meu grupo escoteiro e cada vez mais próxima da minha família e de mim mesma… Mas algo faltava. Não preenchia.

Foi aí que desenterrei o desejo da viagem pra Finlândia. Comecei a pesquisar, só falar e pensar sobre isso.

Meu desejo se realizou depois que ele foi materializado na minha mente como possível, com buscas, anos guardando grana e coragem. Desejos se realizam quando você vai atrás das possibilidades e caminhos para acontecer, não apenas sonhando e pensando como será sua vida á partir do momento em que o sonho vire realidade. 

Não foi no primeiro mês do ano que tudo mudou mas mudou com os 360º que eu desejei em baixo dos fogos de artifícios SEM NOÇÃO QUE SOLTAM NO NATAL. Tudo aconteceu até certo ponto como planejei mas o Cosmos tinha algo maior pra mim durante essa viagem e vocês já sabem: conheci o Antti💘 e nossa união foi feita sem maiores dúvidas.

-Tá Bela, você realizou seu grande desejo… E agora, qual será seu grande desejo?

Me perguntei isso durante a noite mal dormida que tive. Mal dormida porque fiquei pensando á respeito de qual é o meu sonho de vida agora mas não consegui pensar em nada! Estou tão feliz e correndo atrás de pequenas metas como aprender o idioma finlandês, entrar na faculdade e cuidar mais do blog (TEM PROJETO NOVIDADE NO FINAL DO POST).

E ao escrever todo esse texto percebi que esse ano, vou desejar pela saúde da minha família e amigos mas AGRADECER. Agradecer por tudo ter corrido bem durante a viagem, por ter tropeçado na vida do meu marido, pelo suporte que tive e tenho da minha família, pela família maravilhosa que ele tem e que me tratam super bem.

Toda essa minha proximidade com a natureza só me faz ficar cada dia mais e mais grata pela vida que estou vivendo. 


Algo começou a crescer na minha mente e dele surgiu um projeto.

O projeto que vou dividir com vocês agora porque a ansiedade não parou de me cutucar para que fosse dividido antes do Ano Novo começar que era o plano inicial.

Esse é o primeiro vídeo, fiz para testar o selfie stick e ter uma noção de como daria rumo ás filmagens. Prometo que as sacudidas durante o caminhar vão melhorar e estou aberta a sugestões. 

Não vou parar com o A Bela, não a Fera, viu?! Vou continuar postando as coisas marotas que passam na minha mente, as compras de tranqueiras e tudo mais. Esse novo canal The Beauty not the Beast é para curtas da minha adaptação na Finlândia e para mostrar a natureza.

Não se esqueça de se inscrever no novo canal e deixar um comentário falando o que achou porque a opinião de vocês é muito importante pra mim😍 

Página 3 de 191234567... 19Próximo
Translate »