Categoria "Dicas"
20.08.2016

Como levar remédios em viagem internacional?

Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Não sou aloka dos remédio muito menos hipocondríaca mas a verdade que reinou em torno da programação da viagem pra Finlândia foi: como vou levar meu remedinhos, em grande quantidade -já que eu ficaria 3 meses.

-Mas pra quê levar remédios pra viagem, Bela? 

Não que eu planejasse ficar doente, né?! Meu irmão me alertou que não são todos os tipos de remédios que você pode comprar no exterior, sem receita médica e igual no Brasil. E se você precisar passar em algum médico, isso vai custar uns bons muitos dinheiros.

Remédios como para dor de cabeça, anti-concepcional, de asma e/ou rinite, diabetes, tiroide… Esquece, você não pode comprar assim, não!

O que eu fiz? Comprei AQUELE estoque dos remédios mais necessários, coloquei em saquinhos transparentes diferentes (por área de doença kkk ) e o nome da composição e/ou doença em inglês.

Eu não trouxe nenhum remédio dentro da caixa para ter mais espaço na mala mas a maioria deles, trouxe a bula junto – igual a foto aqui em baixo. Li muito e vi que os sites recomendavam levar na caixa mas na minha experiência.. Nada deu ruim.

Riniti / Rhinitis

Trouxe comigo o salvador Nasonex, o Descongex e um Loratamed. A parte mais engraçada é que no Brasil, minhas crises alérgicas eram o cão e aqui… Eu não tive nenhuma reação alérgica, aliás, quem tem usado todos esses meus remédios é o noivo 😀Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Hipotireoidismo / Hypothyroidism

Há poucos anos descobri que precisaria usar medicamentos para esse negócio que eu nem sabia o que era e que, aparentemente, era o real motivo da minha moleza, cabelos quebradiços e o aumento de peso. E o que eu tive que fazer? Cálculos de quantos eu deveria trazer já que tomo 75gr do remédio – e que só é dado na forma de 25gr+50gr, ou seja, dois comprimidos por dia. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Farmácia Básica

Não se esqueça de fazer uma farmácia básica para viagem, independente do tempo que vá permanecer fora! 

É muito chato estar viajando e ter aquela dor de estômago, cabeça ou resfriado! Separei o Omenax, CoristinaD, Dorflex e Amoxilina pra trazer comigo.
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Pra quem faz o uso de anti-concepcional: se você, assim como eu, cogitou a ideia de que estenderia a viagem… Traga mais cartelas do que apenas para os 3 meses. Eu, toda perfeccionista com todos os medicamentos, esqueci de trazer 3 cartelas, trouxe apenas duas e o que aconteceu? Tive que passar um dia pesquisando pelos nomes dos remédios daqui da Finlândia, para achar algo parecido com o que eu já tomava, passar no médio e tomar uma facada de 120 euros, pra ai comprar o medicamento, para três meses, por 7 euros. Ah, e minha receita tem validade de 1 ano aqui.

Asma / Asthma

O terror da viagem girava em torno da minha asma. Meu pai ficou desesperado de medo em pensar que eu poderia ter uma crise asmática dentro do avião, ou só de pisar no país de destino –mal sabíamos que eu estaria praticamente curada depois dessa kk 

Faço o uso contínuo de um medicamento chamado Alenia ♥ que previne as crises, e eu trouxe nada menos do que 6 embalagens com 120 comprimidos. (Eu tinha no meu subconsciente que ficaria na Finlândia por mais tempo, então trouxe mais que o necessário, óbvio.) E uma bombinha de Berotec, que uso em casos extremos. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera Mesmo assim meu pai não ficou tranquilo e eu ganhei um dos presentes mais úteis: um inalador portátil que funciona á pilha recarregável! É uma coisa meio carinha (custa em torno de R$250/300 e não é propaganda, heim?!) mas muito válida!
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a FeraE o que gerou aquela dúvida de: como vou levar o soro se só vendem embalagens grandes?  Encontrei em uma drogaria Onofre na Sé essa embalagem de 5ml de soro fisiológico (por fucking 13 reais :/ ) Anotei o nome das composições e coloquei na mala: tudo pronto! ♥Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Coisas importantes pra lembrar:

  • Você só pode levar 100ml do mesmo produto em uma embalagem, ou seja, você pode ter 5 ou 10 embalagens de 100ml’s.
  • Ao mesmo tempo, mesmo que esteja carregando as embalagens de 100ml, você não pode ultrapassar 1 Litro!
  • Leve os medicamentos mais importantes com você, caso sua bagagem extravie, você não fique no desespero.
  • É sua escolha pedir para o médico fazer receita no idioma do país que você vai. Eu não pedi e não tive problemas… Como disse, experiência própria.

Na internet tem muita informação, nem sempre são verdadeiras como a parte de levar tudo na caixa e blábláblá e vai de você escolher quais informações seguir. Aqui no blog eu estou falando sobre minha experiência de viagem Brasil>Holanda>Finlândia. 😀

BEDA 2016

28.06.2016

Experiência de intercâmbio pelo Workaway (é confiável?)

workaway é confiável?

Com meu vídeo explicando O QUE ESTOU FAZENDO NA FINLÂNDIA que foi feito meio sem roteiro e eu soltei várias informações ao mesmo tempo… Muitas pessoas pediram para eu explicar melhor como funciona esse tal site de voluntariado que é o Workaway.

Primeiramente, conheci o Workaway procurando por outras possibilidades de sites além do Worldpackers que tem o mesmo intuito: fazer com que você encontre lugares PELO MUNDO que você pode trocar uma ajudinha por acomodação, dessa forma, fazendo sua viagem sair mais barata.

O Workaway tem um filosofia simples: Você pode trocar algumas poucas horas de trabalho honesto (com coisas que você sabe fazer tipo trocar um lençol de cama ou passear com os cachorros em troca de comida e acomodação, e claro, a oportunidade de aprender sobre o modo de vida do lugar e da comunidade, com amigáveis hosts – que são as pessoas que vão te receber.

Atenção: O site NÃO É UMA AGENCIA DE VIAGENS. Eles só fazem a mediação entre você e os possíveis HOSTS.

  • Existem mais de 22.243 HOSTS em 155 países pelo mundo

Passaport is home

” Lar é onde seu passaporte está. “

Tá, e como eu faço pra usar esse site? 

Apenas fazendo uma conta, com todos seus dados pessoais você poderá ver e salvar todos os hosts mas não poderá se comunicar com eles. Para que seja um site mais sério  e sem perigo que você caia em algum tipo de armadilha, o Workaway cobra um valor de 30 EUROS – 114 REAIS para que consiga mandar mensagens e aí sim planejar sua viagem.

O que eu acho justo o valor pago pelos viajantes mas que achei uma puta sacanagem os HOSTS não pagarem nada para terem seus perfis lá. Então tome muito cuidado, converse muito com eles, com pessoas que já estiveram lá, veja sempre se é um lugar recomendado por muitas pessoas… Eu passei quase 3 meses conversando com os Hosts antes de finalmente chegar lá.

Isabela Carapinheiro profile on Workaway

Basicamente esse é o meu perfil visto pelos hosts que entro em contato

Lembre-se que você planejará todo o resto: passagens, como chegar até o lugar (alguns hosts se oferecem para te buscar), visto para o país (se necessário), dinheiro para alimentação nos dias de folga, para os passeios…

Falando em valores

Para vir para a Finlândia:

  • A passagem fora de temporada custa em torno de 2,300 reais,
  • Não precisa de visto se for ficar menos de 90 dias,
  • Você tem que ter o valor equivalente de 45 EUROS por dia que quiser ficar no país (essa é a média que eles acreditam que uma pessoa vá gastar por dia em alimentação, transporte e acomodação).

Após essas contas e abrindo o cofrinho, você tem que LER AS LEIS TRABALHISTAS DE CADA PAÍS já que alguns tipos de TRABALHOS não podem ser considerados VOLUNTÁRIOS.

-Como assim?!?!!

Existem países como o Estados Unidos que NÃO É PERMITIDO FAZER SERVIÇO VOLUNTÁRIO LIGADO Á CRIANÇAS. E eu vi muitos hosts da terra do tio Sam pedindo para que você ‘ajude’ com as crianças e aí você tem seu quarto e comida. Isso é TRABALHO de AuPair/Babá e eles não querem pagar as taxas governamentais nem um salário para você, captou a mensagem? Conheci uma pessoa pelo Workaway que foi para o USA nessa de ajudar com crianças, o combinado era de 5 horas por dia e no final ele passou quase 10 horas por dia cuidando delas!

Da mesma forma na Finlândia (e o motivo de eu ter saído da casa dos hosts) era que eu tinha combinado trabalhar 5 horas por dia e estava ficando mais do que isso trabalhando. Fora que eu ficava sabendo pela manhã que dia ‘seria minha folga’ ou seja, não conseguindo planejar nada útil para o dia.

Foi aí que descobri que aqui, quando você tem uma empresa, não se pode ter alguém trabalhando de graça. Eu estava ‘ajudando’ em um HOSTEL que tinha um empregado que recebia um salário e eu não. Regra é Regra e quando falei que viria morar com meu namorado, os hosts disseram NÃO. Ainda bem que descobri tudo isso em uma semana.75 anos iguais

” Não viva o mesmo ano 75 vezes e chame isso de vida. “

Acredito que nem todos os HOSTS que estejam lá querem serviço ESCRAVO.

Entrei em contato duas irmãs que moram em Salo, uma cidadezinha pertinho de Turku, para ser meu plano B caso algo desse errado no hostel (e porque eu não tinha conhecido meu namorado ainda kkk). O que elas querem em troca de você ficar lá e comer com eles? Que você passeie meia hora com os cachorros delas. O resto do dia você pode fazer o que quiser e será tratado como parte da família. Está em meus planos ir lá visitar elas logo logo ♥Isabela Carapinheiro

Confesso que mesmo parando e pensando sobre essa ideia do trabalho escravo e leis… Não vejo como uma forma ruim e não confiável já que foi a forma mais fácil de eu ter o primeiro acesso ao país. 

Nunca se prenda a algo que não está te fazendo bem. Se você está em algum host e não está gostando, simplesmente caia fora! Existem pessoas boas por todo o mundo! Faça mais contatos pelo Workaway. Vá para outro país.

E eu faria tudo novamente 😀

Para finalizar o post: O SITE WORKAWAY É CONFIÁVEL, VOCÊ É QUE DEVE TOMAR TODAS AS PRECAUÇÕES COM O LUGAR QUE VAI, FAZENDO CONTATO POR SKYPE, FACEBOOK, WHATSAPP DIÁRIAMENTE COM OS HOSTS.

Se você tiver mais alguma dúvida não respondida aqui em cima, deixa um comentário aqui em baixo que eu atualizo o post 😀 😀

25.01.2016

5 Coisas para fazer em São Paulo nas férias

5 coisas para fazer nas férias em São Paulo

Ainda temos uns 20 dias de férias ( eu, professora da rede Estadual e quem ainda estuda! :p ) o que é muita coisa pra ficar sem fazer NA-DA!

Essas são as 5 coisas para fazer nas férias em São Paulo, para moradores e quem quer passear um pouco e não sabe onde ir!

♥ Ir aos museus e exposições

Eu era perdidamente apaixonada pelo Museu da Língua Portuguesa ( que infelizmente pegou fogo no começo do ano :/ ) mas logo na frente tem a Pinacoteca (que funciona de Quarta á Segunda) e o Parque da Luz! Tudo localizado nos arredores da Estação da Luz de trem.

Outro lugar que gosto muito, fica logo ali ao lado da Praça da Sé é o Caixa Cultural que tem exposições itinerantes e exposições fixas, como a do 6º andar que tem o Museu da Caixa. Tudo Gratuito!

Uma quadra de distância, temos o Pateo do Collgio, um complexo histórico-cultural-religioso, fundada em 1540, que foi o primeiro retiro evangelizador Jesuíta de São Paulo. Tem uma visita que vale a pena pagar, custa 5 reais para estudantes/professores/aposentados e você pode ir até a cripta com a visita monitorada! Não sou religiosa mas todo o clima de época me cativa muito.

5 Coisas para fazer nas férias em São Paulo

E logo ao lado o CCBBCentro Cultural Banco do Brasil, onde temos várias exposições gratuitas como a do Kandinsky que rolou ano passado, e outra pagas.

Na Barra Funda, temos o Memorial da América Latina. Lá existem exposições com peças muito muito desconhecidas e que valem a pena serem exploradas.

Fora as exposições gratuitas que estão expostas nos metrôs. Sim, várias exposições em estações do metrô como Itaquera, Tatuapé, Luz, República…

Não adianta nem falar que não tem grana, heim?!

♥ Ir ao bairro da Liberdade

Antigamente(2006-2010), frequentava a “Liba” todo fds só pra encontrar os amigos e beber. HAHAA Acho que alguns ainda fazem isso.

Hoje em dia, vou lá para fazer compras na Ikesaki, nos mercadinhos e no Soho e ir comer meu sushi com batata frita.

♥ Ir á biblioteca

Todo mundo ama ler mas… Você já foi á biblioteca pública de sua cidade? Pois bem, existem duas bibliotecas que amo de paixão: A Biblioteca Cora Coralina, que fica no meu bairro e a Biblioteca Mário de Andrade, que fica no Anhangabaú.

Eu ficaria horas e horas por lá.

Se você tiver sorte, pega umas palestras e oficinas. Ah, e pode ver alguns artistas. Eu topei com o Fábio Moon & Gabriel Bá, o Lobão e o Supla...

♥ Ir á shows

Confesso, sou rata de show! Tô sempre pelo Clube Outs, Inferno’s Club, Spades Café, Clash… Lá rola o som underground que curto ouvir: Hard Core ♥

Quem me acompanha e/ou vê meu instagram sabe que apoio a cena local e sempre tô em show de conhecidos.

Sempre rola shows gratuitos: aniversário de Sampa (25 de Janeiro), Virada Cultural e outros projetos do Estado.

Vou deixar um clipe do Bayside Kings, banda de HardCore da Baixada Santista (013♥) que tá por aqui toda quinta-feira HAHAHAHA.

♥ Passear pela Paulista/Rua Augusta despretensiosamente e ouvir os músicos de rua

Passear despretensiosamente da pontinha da Av. Consolação até as proximidades do shopping Pátio Paulista é uma das coisas que mais faço quando preciso pensar. É uma boa caminhada, então vá com um sapato confortável.

No meio do caminho você encontrará artistas de rua: maravilhosos músicos (como os da foto do post, meus amigos ♥), dançarinos, vendedores de quadros, pulseiras…

Se quiser conhecer a Livraria Cultura e a loja Geek.etc, cuidado com o bolso. HSUIAHUSHUIHS Ambos tem lugarzinho para que você fique sentado lendo o que quiser!

Perto da Av. Paulista temos o MIS : Museu da imagem e do Somque vai rolar a expo do Tim Burton – e que eu já fui em Expo do David Bowie e do Kubrick!!! Tudo pago mas vale muito a pena!

O tão conhecido MASPMuseu da Arte de São Paulo, o Parque Trianon e a Casa das Rosas.

Na Consolação, o Cine Belas Artes reabriu- para vibração de todos!

5 Coisas para fazer nas férias em São Paulo

Essas são só 5 indicações de coisas para fazer nas férias em São Paulo, gratuitas / baixo custo que amo fazer e sempre que alguém pede por companhia, levo para que conheça.

Posso fazer mais indicações ao longo do tempo já que essa cidade que eu tanto amo tem atrações intermináveis 

E aí, você tem um cantinho especial em Sampa?

Página 1 de 3123
Translate »