Categoria "Fotografia"
08.06.2017

8 in 8 | Preto & Branco

Primeira vez participando do Projeto 8 in 8 – que eu seeeempre quis participar – e o tema foi logo de cara um desafio pra mim: Preto & Branco!

Amo minhas fotografias super coloridas e nunca gosto de nenhuma sem cores, por incrível que pareça!

Fotografei algumas flores no último mês e nada melhor do que dar aquele ar antigo.

  1. Flores violetas do quintal dos avós do Antti.
  2. Vaso de flores rosas do bar.
  3. Flores brancas do centro da cidade.
  4. Mais flores brancas mas essas tem o cheiro parecico com a Dama da Noite.
  5. Flores amarelas do quintal dos vizinhos.
  6. Flores marrons, bem no comecinho da primavera.
  7. Flores rosa, violeta, branca e amarela daqui de casa.

Eu ainda não aprendi o nome das kukat (flores, em finlandês) mas a cada novo começo de verão/primavera, fico mais apaixonada pela flora daqui.

Quais suas flores preferidas?

As participantes do Projeto 8 in 8 – Preto & Branco são:

Yasmin Graeml – Qualquer Latitude
Flávia Donohoe – Quarto de Viagem
Pollyane Martins – Diário de Polly
 Nicole Regiane – Why Not?
Márcia – Mulher Casada Viaja  
Paula Reggiori – Foca no Glitter
Gisele Rocha – Viajei Bonito
29.04.2017

What should I photograph? 📸

Quem acompanha o blog e o instagram deve ter percebido que minhas fotografias estão melhores. Ou pelo menos posso afirmar que tenho escolhido com mais cuidado o que postar.
Desde que compramos uma camera nova, tenho gravado mais vídeos, voltado a estudar fotografia e fotografar tudo ao meu redor – só não comecei a editar muita coisa porque prefiro as fotos mais cruas, no máximo melhorando o branco, o contraste e temperatura e usando um efeito ou outro do PhotoScape.
E com isso, darei o poder á vocês em me dizer o que fazer: o que fotografar (pode ser minha bebida preferida ou um filme que me faça chorar) ou coisas que possam incentivar a criação – indicando um filme, canal ou livro! O que seu coração deseja (com certo bom senso dos desejos, né?!)
Fotografarei aos poucos, criando a maior quantidade de conteúdo com cada tema e postar para vocês!
Use sua imaginação!
Algumas ideias que já separei para fotografar:
  • Interpretação de partes de livros;
  • Lendo um mapa;
  • Pessoas estranhas ao meu redor;
  • Sombras;
  • Preto&Branco – que é um tipo de fotografia que nunca consigo gostar de nenhuma que faço. 
17.02.2017

Funko Pop Chucky – Curiosidades sobre o personagem

Revendo alguns posts do ano passado, percebi que não tinha postado sobre o Funko Pop Chucky que comprei na mesma época do Dementador e do Spaulding!

Passei a infância toda dormindo em uma cama com, pelo menos 10 ursinhos de pelúcia. Não tirava eles do meu lado nunca. Até que um dia, minha irmã me fez assistir ao filme O Brinquedo Assassino, de 1989(sempre os irmãos mais velho causando né?!).

Depois dessa noite, eu trancava meus bonecos no guarda-roupas e ainda tinha que escutar minha irmã falando que eles viriam me pegar…

Criei uma fixação pelo personagem e pela história que serviu de inspiração, a do boneco Robert, mas nunca revi o filme de 1989 ou qualquer outro da sequência. >> Estamos trabalhando nisso 😅<<

Meu Boneco Assassino – Funko Pop Chucky

Este Funko Pop não é dos originais, como falei sobre o Capitão Spaulding. Comprei no Aliexpress em uma loja que vende os Funkos ~made in China~ bem bonitos e de qualidade e eu paguei apenas $8,99 . Você pode encontrar a loja pelo nome Erick’s Toy House (não vou colocar o link porque ele vive fechando e reabrindo a loja).

História real que inspirou o filme O Brinquedo Assassino (Child’s Play)

A história do boneco Robert começa em 1897, na cidade de Key West, Flórida.

A família Otto era dona de muitas plantações, por isso tinham muitos serviçais que eram maltratados.

Uma enfermeira jamaicana que dominava a magia negra e a arte voodoo e trabalhava para a família, infeliz com os maus tratos, entregou para o pequeno Robert Eugene Otto um boneco de pano. A criança, chamada Gene pela família, decidiu nomear o boneco de Robert.

E á partir daí, muitas coisas estranhas começaram a acontecer na casa.

Os vizinhos começaram a notar o boneco pelas janelas da casa quando a família saia.

Gene começou a culpar o boneco por pequenas traquinagens que aconteciam, assim como afirmar que ouvia o boneco rir e correr. A criança começou a ter pesadelos e gritar durante a noite, até que os pais foram ao quarto e encontraram todos os moveis jogados. Quando Gene disse “Foi o Robert!” , os pais decidiram colocar o boneco no sótão por muitos anos.

Mesmo depois de anos, quando Gene recebia visitas, os mesmos diziam escutar risadas e e passos no sótão, e então simplesmente parando de visitar a casa.

Eugene Otto morreu em 1972 e a casa foi vendida para outra família. E Robert continuava no sótão á espera.

A filha de dez anos dos novos moradores logo encontrou o boneco e o mesmo não demorou muito em começar a torturar a menina (Se perguntada, mesmo depois de 30 anos, a menina respondia que o boneco estava vivo e que queria matá-la!)

O boneco Robert, hoje está no Key West Martello Museum, ainda vestindo sua roupa de marinheiro branca e agarrado ao seu leãozinho. Alguns empregados do Museu dizem que o boneco ainda prega traquinagens.

Leia também

Não confunda com a história da Annabelle, viu?!

Você sabia da real inspiração para o filme Chucky? 

Página 1 de 71234567
Translate »