Categoria "Livros"
05.12.2016

6 Livros Natalinos 🎄📚

6 Livros Natalinos | A Bela, não a Fera

Vou ser bem sincera com você: não li nenhum ds livros indicados abaixo! 😅 Aceito de presente!

Acredito nunca ter lido nenhum livro com Natal envolvido!

Vamos á lista

Livro A Christmas Carol | A Bela não a FeraUm Conto de Natal (A Christmas Carol)

Charles Dickens – 1843

Páginas: 146

Skoob: link 4.2

Sinopse: O enredo nos traz a figura de Ebenezer Scrooge, um avarento homem de negócios londrino, rabugento e solitário, que não demonstra um pingo de bons sentimentos e compaixão para com os outros. Scrooge não deixa que ninguém se aproxime e rompa a sua dura carapaça, preocupando-se apenas com os negócios, o dinheiro e os lucros. No anoitecer frio da véspera natalina, ele é visitado pelo fantasma de Jacob Marley (seu antigo sócio comercial, morto há sete anos) que o repreende e anuncia que Scrooge se prepare, pois será visitado por três espectros do seu próprio passado, presente e futuro… A história da redenção do velho Scrooge vêm comovendo adultos e crianças de todas as épocas.

O quebra nozes e outras historias | A Bela, não a Fera

O Quebra-Nozes e Outras Histórias

Geraldine McCaughrean – 2001

Páginas: 39

Skoob:  link 4.1

Sinopse: Três histórias universais que viraram balés inesquecíveis: “Quebra-nozes”, de Tchaikovsky, que se inspirou nos contos fantásticos de Hoffmann; “A Bela adormecida” e “A sílfide”, que trata da paixão de uma fada por um camponês. Quebra-Nozes, um soldadinho de madeira, com um grande sorriso. Sua boa, com enormes dentes afiados, se abria quando alguém levantava as abas de seu casaco, e ele podia quebrar com rapidez as nozes e avelãs da ceia de Natal.

Noite de natal | A Bela, não a FeraNoite de Natal (The Night Before Christmas)

Nikolai Gógol – 1831

Páginas: 80

Skoob:  link 4.0

Sinopse: Esse conto estonteante conta a batalha do ferreiro Vakula com o diabo, que roubou a lua e a escondeu no bolso, permitindo-lhe causar estragos na aldeia de Dikanka. Tanto o diabo como Vakula estão apaixonados por Oksana, a garota mais bonita de Dikanka. Vakula está determinada a conquistá-la; O diabo, igualmente determinado, desencadeia uma tempestade de neve para impedir os esforços de Vakula. Zany e travesso, e inspirando-se das histórias folclóricas da aldeia distante de Gogol na Ucrânia. The Night Before Christmas é a base para muitas adaptações de cinema e ópera, e ainda é lido em voz alta para as crianças na véspera de Natal na Ucrânia e na Rússia.

O Natal do Charlie Brown | A Bela, não a FeraO Natal de Charlie Brown (A Charlie Brown’s Christmas)

Charles M. Schulz -2011

Páginas: 48

Skoob:  link 4.2

Sinopse: As famílias estão enfeitando suas árvores, comprando presentes e combinando onde vão passar essa noite tão especial. Mas para Charlie Brown, o espírito natalino já não é mais o mesmo, e a festa se tornou um grande evento comercial. A turma de Charlie Brown quer animar o amigo, mas não há nada que faça ele mudar de opinião. É aí que uma arvorezinha miúda e sem folhas entra em cena, para revelar o verdadeiro significado do Natal.

O Expresso Polar A Bela, não a FeraO Expresso Polar (The Polar Express)

Chris Van Allsburg – 1985

Páginas: 32

Skoob:  link 3.8

Sinopse: Na véspera de Natal, um menino ouve um barulho que vem do lado de fora de casa. Quando ele olha pela janela, descobre que há um enorme trem parado logo em frente: é o Expresso Polar, que irá conduzi-lo numa viagem de sonho e fantasia rumo ao Pólo Norte, residência oficial do Papai Noel. “O Expresso Polar” é um clássico natalino que nunca sai de moda, e que, apesar de ter sido lançado originalmente em 1985 e ter vendido milhões de cópias em todo o mundo, ainda hoje, quase vinte anos depois, é o atual nº 1 na lista dos mais vendidos do jornal New York Times.

Como o Grinch Roubou o Natal | A Bela, não a FeraComo o Grinch Roubou o Natal (How the Grinch Stole Christmas )

Dr Seuss – 2000

Páginas: 64

Skoob:  link 4.2

Sinopse: O Grinch é um dos personagens mais conhecidos de Dr. Seuss. Nervoso e emburrado, esse monstrinho não quer deixar as festas de fim de ano acontecerem: “O Grinch odiava o Natal! A véspera e toda aquela função!Por favor, não pergunte por quê. Ninguém sabe a razão.Talvez porque ele tivesse um parafuso a menos.Talvez, quem sabe, seus sapatos fossem muito pequenos.Mas eu acho que o motivo mais corretoÉ que ele não tinha o coração do tamanho certo.Mas,Qualquer que fosse a razão,Os sapatos ou o coração,Ele ficava, na noite natalina, odiando a Quem-fusão,Olhando de sua caverna, com uma careta grinchenta e azeda,Lá embaixo, na aldeia, as janelas acesas.Pois ele sabia que cada Quem daquele povinhoEstava ocupado, pendurando enfeites de azevinho.

Você já leu algum desses? Conta pra mim o que achou da leitura!BEFA - Blogagem Especial de Fim de Ano | A Bela, não a Fera

25.11.2016

Resenha: Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho

Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho | A Bela, não a Fera

 Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho 

Autor: Fábio Sombra & João Marcos
Ano: 2011
Editora: Abacatte
Páginas: 67
Mais informações: Skoob (4,8)

Sinopse: As mirabolantes histórias do seu Vivinho surgiram, inicialmente, para serem publicadas em forma de folhetos de cordel. Um feliz encontro entre o cordelista Fábio Sombra e o quadrinista João Marcos em 2010 acabou mudando o rumo das coisas. Numa mesa de restaurante, no intervalo de suas apresentações no Circuito Literário da cidade de Contagem, Minas Gerais, surgiram as primeiras conversas que acabariam por definir os rumos desta parceiria criativa. Os casos do velho pescador ganharam uma linguagem visual elegante e livremente inspirada na estética das xilogravuras. No entanto, a narrativa e os diálogos preservaram a métrica e as rimas do texto original em um notável trabalho de adaptação e harmonia entre duas linguagens diferentes – a do Quadrinho e a do Cordel.

Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho | A Bela, não a Fera

Primeiro, deixa eu te situar: Cordel é um gênero literário escrito frequentemente na forma rimada, originado em relatos orais e depois impresso em folhetos. Tudo começou no século XVI, quando o Renascimento popularizou a impressão de relatos orais.  O Cordel é famoso no Nordeste do Brasil mas existe no Rio de Janeiro a Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

Conheci a literatura de Cordel com meu pai e as viagens mirabolantes dele pro nordeste. Ele trouxe alguns dos folhetos que encontrou em feiras livres por lá e disse que eu me interessaria.

A forma que o Cordel é ilustrado é chamado de Xilografia. A Xilografia é uma técnica chinesa. Nada mais é do que a impressão de desenhos feitos na madeira, sendo talhados com as imagens desejadas e depois, com tinta sobre, carimbam o papel.

Tanto o Cordel, quanto a Xolografia tomaram um espaço na minha vida juntamente com a faculdade de Letras. Queria aprender mais sobre toda cultura brasileira. Nessa mesma época, fiz um curso de Xilografia na Oficina Oswald de Andrade, em São Paulo.

Agora que estão entendidos do assunto, vamos falar mais sobre o livro. Sete Histórias de Pescaria do Seu Vivinho | A Bela, não a Fera

O personagem principal é um senhor chamado Vivinho. Seu Vivinho é um contador de lorota da melhor qualidade ( tendo uma fama de mentiroso).  Tipo agradável, com aparência de bom velhinho e personalidade otimista. Está sempre de bom humor, adora contar suas histórias recheadas impossibilidades mas a graça está exatamente ai.

Mas Clerisvaldo, um moço que mora na cidadezinha, sempre duvida de tudo que Vivinho fala e está sempre tentando desmascará-lo, provocando debates cheios de humor e contradição entre ambos.

A famosa expressão “histórias de pescador”  acredito que todo mundo já conheça do tanto gera causos quando exagerados mas, acredite, a melhor história é a da cobra que gosta de chocolate.

A estrutura rimada e compassada de todo o texto atraente o leitor.

As ilustrações ajudam mais ainda a criar um contexto divertido. O desenhista caracteriza muito bem os personagens seguindo suas personalidades. Vivinho como o bom tipo, mesmo mentiroso, mas que agrada aos ouvintes, com traços mais circulares e fofos, já Clerisvaldo, sempre contestador, com seus modos mais resmungam e cheio de traços retos.

No final, ainda temos a contextualização de cada tipo de peixe que aparecem nas histórias. Assim como uma página só para desvendar a verdade de um mistério misterioso, já que o título fala em sete histórias, mas que na verdade são oito: ou seja “é coisa de mentiroso”.

Esse livro veio para algumas escolas da rede estadual para tentar aproximar os jovens á ler e talvez, até se interessar em conhecer novos gêneros literário.

Eu adoraria que o Cordel fosse mais conhecido pelo Brasil por ser uma forma de expressão oral e impressa rica da nossa cultura.

E você, o que achou? Já conhecia a Literatura de Cordel ou sobre Xilografia? 


21.11.2016

DarkSide Crush – Wishlist Utópica 😈📚👿

Semana passada postei uma foto no instagram @carapinheiroo do livro Donnie Darko, do Richard Kelly, que eu trouxe pra Finlândia – e foi repostada lá no instagram oficial da DarkSideBooks 😈.

Livro Donnie Darko - Editora DarkSide | A Bela, não a Fera-Do you believe in time travel?

No dia 13 de maio, lá na Geek.etc, em São Paulo, teve um encontro da DarkSide para revelar as próximas publicações da Caveirinha 😈  e eu fiquei aloka por alguns títulos que vou continuar tendo  sonhos pesadelos em tê-los.

E como esse é meu único livro da DarkSide, resolvi fazer uma Wishlist Utópica 😈📚👿 por motivos de: A Amazon Brasil não envia pra Finlândia e a Amazon.com não não tem os livros da DarkSide.

(momento: DarkSide não desiste de mim)

DarkSide Crush – WishList Utópica 😈📚👿 DarkSide Crush - WishList Utópica | A Bela, não a Fera

O Massacre da Serra Elétrica – Acredito que esse seja um dos únicos filmes de terror que nunca assisti (além das sequencias do Chuck 😅😂). Por ser uma edição limitada, que além da narrativa, tem o perfil do psicopata que inspirou o filme, as críticas da época e fotografias raras, eu a desejo com muito fervor, para então, sentar e assistir com aquela pipoquinha os filmes já lançados.

2 Menina Má – No livro Serial Killers – Anatomia do Mal, li sobre uma angelical garotinha chamada Mary Bell, que não sentia coisas básicas como medo e empatia. Além disso, assassinatos aconteciam ao redor dela e bem, a história da assassina mirim me veio á mente quando vi a sinopse desse livro. Preciso ler porque sei que pode ter rolado uma inspiração no caso verídico.

3 Confissões do Crematório  Outro livro que conheci por causa do meeting que rolou e era o que eu realmente queria comprar pra trazer pra Finlândia, porém, só foi lançado no meio do ano 😭Eu sou uma pessoa que não entende a morte e quando ouvi sobre esse livro, fiquei muito curiosa pra saber como é trabalhar com a Dona, porque sei, que mesmo que a pessoa escreva obituários, alguma coisa engraçada vai acontecer no dia a dia por motivos de: trabalhar com humanos.

4 O Menino que Desenhava Monstros –  Se tem monstros e crianças na narrativa, é o que preciso, além de uma caneca de chocolate quente e velas acesas na sala. Mais um livro que fiquei atentada em ter quando fui no meeting mas que foi lançado depois que cheguei nas terras frias da Scandinavia. Tudo que envolve a mente infantil, tem um ar de mistério e ao mesmo tempo realidade, já que com 26 anos, eu continuo deixando a janela aberta pro danado do Peter Pan me buscar.

5 Os Goonies –  Quem não lembra do filme dos amigos aventureiros da Sessão da Tarde? E quem nunca sonhou ter uma trupe para caçar terras desconhecidas juntos? Pois esse é o meu sentimento de nostalgia com a descoberta do livro: quero saber mais detalhes da história do que o filme conta -afinal, o livro tem sempre mais detalhes. 66

Tubarão  Lá vem a história engraçada: Meus pais moraram no litoral por quase 20 anos (inclusive, nasci com o pé na areia 😅) e minha mãe disse que assistiu esse filme e ficou com pavor de ir na praia depois. Desde que ela me contou sobre isso, comecei por uma fixação por filmes de tubarão -tipo o comédia-trash sharkinator 😂)

7 Warriors –  “Warriorrrrrs… Come out to play!-yey” Tenho a mania de ficar repetindo frases aleatórias de filmes e essa é a que mais me recordo dos Selvagens da Noite, porquê o personagem batia três garrafas encaixadas nos dedos. Coisas da infância. E com certeza será uma experiência sensacional ler o romance.

8  Zé do Caixão, Maldito Só quem já assistiu algum filme do José Mojica entende a necessidade de ler a biografia do mestre do trash brasileiro. Além de conhecê-lo por causa das unhas métricas que ele decidiu cortar uns anos atrás. Depois de ter assistido ‘Esta noite encarnarei no teu cadáver ‘ me sinto no direito de ter essa obra na estante. Gente, segura o coração para o audio-praga que ele deixou pras invejosas.

9 Circo Mecânico Tresaulti Que sou apaixonada por FreakShow, tá estampado no meu braço e em posts como o da série Carnivale. Por ter uma pegada Steampunk é um que á mais, que me parece ser uma história mais densa, que fará você repensar em uma possibilidade de vida pós apocalíptica, o que me faz relacionar com a série citada no paragrafo anterior, já que o circo itinerante está recomeçando durante a Grande Depressão.

10 Ultra Carnem – César Bravo deu o ar da graça no encontro da sexta-feira, 13 de maio que estive e  sendo um ser humano cativante, senti uma certa necessidade de ler o livro dele, afinal, não quero bancar a humana inteligente perto dos seres que vivem no subsolo.

Esta é uma campanha DarkSide note-me Senpai feelings

Algum desses títulos te chama atenção por algum outro motivo? Ou me indicaria outro livro da DarkSide?


United Week - United Blogs | A Bela, não a Fera

Facebook United Blogs – United Week  20/11/2016 a 26/11/2016

Página 5 de 271 ...123456789... 27Próximo
Translate »