Categoria "Rotaroots"
30.04.2015

Uma carta para o meu eu do futuro

Uma carta para o meu eu do futuro

São Paulo, 30 de abril de 2015

Querida Bela,

Essas cartas tornaram-se recorrentes desde a 5º série… Eu sei, é um pouco assustador ter a cada um ano uma conversa com seu eu do passado.
Lembra-se da sua primeira carta? Vergonha alheia ao lembrar do que prometeu pra si mesma…
Depois que você descobriu o site future.me as cartas começaram a chegar com certa frequência… Sempre próximo de seu aniversário. Cartas pós términos traumático…
Bom, o intuito dessa carta é só deixar claro sua atual situação inferno astral pré 25 anos. Seis dias para completar 25 voltar completas no sol, é ainda mais assustador escrever uma carta para um eu com 35 anos.
As coisas não são mais ágeis e divertidas como eram a 10 anos atrás: você já não gosta mais de tomar bebidas alcoólicas como antes… Será que a vida depois dos 30 a fez voltar? Já não come nenhum tipo de carne animal por medo de doenças do século 21. A pele já não é tão firme, a reeducação alimentar não funciona mais tão facilmente. Os dias sem comer, ansiosa por coisas sem sentido voltaram.
Paixões? Por seriados e livros. Homens são difíceis demais. Você tá em uma fase que precisa se conhecer melhor. O mundo está em uma fase onde as pessoas já não são tão interessantes pra você. Uma dica: espero que todos esses devaneios e seletividade sumam depois dos 30. Não seja tão cruel consigo mesma.
Uma dúvida cruel ronda sua mente nesse momento: fazer ou não cirurgia pra reconstrução do lóbulo. Por um lado você quer consertar um pedaço do seu passado, por outro, quer continuar com sua personalidade. Tudo será decidido nos próximos meses.
Inclusive, a quantas anda sua situação de trabalhadora? Dando aulas ou resolveu dar-se ao seu lado artístico? Espero que ambos.
Espero que esteja cuidando mais do seu espírito, já que o medo da morte deveria dar espaço ao da felicidade dos pequenos momentos. Curta mais sua família. Viva um dia de cada vez.
Quando tudo te desmotivar, lembre-se da sua promessa Escoteira.
” Se você não vive para servir, não serve para viver.”

Com amor e carinho,
Bela (com quase 25)

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook.

06.04.2015

7 dicas para quem está começando no blog

7 dicas para quem está começando no blog

Não que eu seja alguém muito experiente em blogs mas estou perdida pela bloguesfera desde 2007, quando criei meu blog pessoal e apenas esse ano decidi criar algo voltado a um público específico.
Aqui trago dicas que pesquisei por aí quando comecei o blog. E digo mais: pesquise tudo que tenha curiosidade porque estamos no lindo mundo da internet- onde tudo tem resposta (ou quase tudo kkk)!

Layout: Não que, de imediato, você deva comprar um domínio, contratar um web designer para criar um lay seu. Veja bem, o Layout é importante para dar sua cara e você consegue encontrar facilmente na net uns HTML fáceis de mexer. Aliás, evite colorir muito.

Escrever certo: Por favor, item de utilidade pública. Seje não existe. Façam concordância de gênero (os menino nunca existirá). Dói os olhos ver alguns blogs relativamente grandes sofrerem com um erro astronômico na digitação -tendo em conta que o editor dos blogs mostram aquele serpenteado vermelho embaixo da palavra errada.

Conteúdo criativo: Parece que na mesma semana todo mundo posta sobre a mesma coisa ( não vem ao caso blogagens coletivas né?!). Fora as kibadas monstras de textos. Peçam permissão! Escreva sobre qualquer coisa que você goste. Qualquer coisa. Sempre terá alguém que vai gostar, sério!

Faça porque gosta: Você não vai ficar rica nos 3 primeiros dias de vida do seu blog – a não ser que tenha OS CONTATOS. Não precisa fazer um post por dia mas escreva com frequência. Escreva sobre o que gosta, de verdade. Eu deixo um post para cada dia e adianto 15 dias de posts normalmente, porque tenho muitas ideias ao mesmo tempo.

Redes sociais: Moderação na divulgação, selecione bem o público antes, porém divulgue. Muito. Divulgue em TO-DAS as redes sociais -e olha que não são poucas: facebook, google plus, twitter, instagram, tumblr, pinterest, flickr……….. Gente, divulguem!

Seja você mesmo: Não é pra você criar um personagem perfeito e se fingir de fofa pra todo mundo gostar. Já vi umas vloguers que pagam de fofinha pra ganhar view e sério, tenho preguiça. Eu sou louca, um mamute e doida, não mudo por ninguém. Nisso, entra outro aspecto: aparência importa, e muito. Então mantenha seu estilo e sempre capriche em tudo que fizer.

Leia sobre mídia Digital: Dica de CHAMPS! Leia sobre mídia digital e você terá mais noção sobre publicidade, marketing e estratégias para que seu blog seja único!

Essa era uma postagem de março mas vai agora porque sim.

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook.

30.03.2015

Vai ter blog, sim!!!!!!!!!!!11111

Eu queria começar aqui com um ‘Querido diário’ mas não combina muito comigo since ever.

Então a explicação do post é: gente, eu amo escrever, sei que muitas que estão na blogosfera também amam… Só que vocês não entendem como amo fazer isso! Já perceberam que TODO SANTO DIA tem postagem? E quando não tem, no dia seguinte já compenso?

Nunca repito ideia, cada dia acordo com uma novidade pra postar. Eu amo fazer isso!

Não consigo fazer uma organização de postagens tipo ‘segunda-feira será tal coisa, na terça essa outra…’ porque minha mente explode de informação o tempo todo.

O que consegui seguir o padrão é a crítica de filme ás terças, resenha de livros as quartas e agora que voltei com o canal no youtube, ás sextas.

Vai ter blog

Neste momento estou passando por ‘overthinking’ (excesso de pensamentos) por estar desempregada e procurando um rumo pra vida. Engraçado. Tenho tantas ideias e não consigo sair do lugar. Vai mundo, tá na hora de dar uma mãozinha!

E tem gente que acha que a blogosfera acabou com o excesso de pessoas fazendo posts sobre sua comida e looks do dia. Por favor, meus caros críticos! Vejo todo dia blogs com resenhas e pdf’s disponíveis! Aliás, esse foi o começo dos blogs sabiam? Compartilhar coisas. Diários, por exemplo.

Quando comecei, em 2007, mesmo tendo diários físicos, eu gostava de tratar meu drama com as teclas do computador. Virava madrugadas escrevendo offline para postar quando desse. Gostava de escrever textos românticos para meu primeiro namorado. Ah, como eu adorava! E assim foi só aumentando aquela sementinha que sempre tive dentro de mim: da escrita e leitura. Só que o blog sempre foi meu e só meu! Super hiper mega ultra pessoal! Ano passado que eu tive a ideia de criar algo aberto e bem, dai em diante vocês já conhecem.

Me proíbam de qualquer coisa mas não me digam que terei que imaginar e parar de escrever. Nunca. Por favor.

A blogosfera não acabou. Os livros não foram substituídos por pdf’s e só aguardo o dia que críticos renomados não sejam mais necessários: só nós blogueiras! Afinal ditamos a quantas anda a internet.

E se reclamarem, vai ter mais blogagem de desabafo ainda.

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook.

Página 1 de 6123456
Translate »