01.09.2017

Extremo

As pessoas mais sensatas não são aquelas que sabem dosar seus sentimentos e sim as que vivem tudo ao extremo. Mil amores, Mil paixões. Uma semana. Troca. Outra!
Os maiores poetas apaixonavam-se a cada nova manhã. Um novo blues, um copo de um bom e gelado whiskey. Três! Outro!
Uma das únicas coisas restantes, sem impostos além de abismos e vulcões são esses tais sentimentos... Ejaculados de lá pra cá e sempre incompreendidos.
Burros! Ignorantes! Ah, reduto de nostalgia. Ah, imagem maluca de todo esse zigue-zague do amor.
Uma chance. Porque não? Gozar dela? Claro que sim.
Silêncio na batida.
Que sentido faz uma mente turbilhando sem todos esses prazeres?
Explosão de sabores…
Ah, que gostoso seria!

Texto de agosto de 2011.

10.12.2016

Conto Natalino🎄 : A Garota e o Pardal 👧🐤

Photo credit: Lucas Lucas via Visualhunt / CC BY

A neve cobria tudo que se encontrava ao alcance dos olhos, refletindo as poucas horas de luz que o dia trazia na pequena vila de Verkaus. Mesmo com o vento gelado e frio, as aves não descansavam durante os meses congelados á procura de alimento.

Ao abrir os olhos e espreguiçar-se em sua cama quentinha, com a luz do dia entrando por sua janela, Annika pôde ver pela janela uma árvore com seus galhos cheios de neve. Seu pensamento foi logo levado aos pássaros da região, sem entender onde dormiam ou como conseguiam comida já que as frutinhas de verão estavam escondidas pela camada de gelo.

– O Natal é uma época tão feliz para as pessoas mas o que será dos passarinhos sem comidinhas e um ninho quentinho? 

Annika correu para a janela e ao abri-la, avistou o Pardal que costumava visita-la quase todas as manhãs. Um Pardal com uma manchinha castanha no peito que lembrava muito a cor dos cabelos do irmão mais novo. Esse que não estava mais morando com ela desde que foi levado á terra dos anjos por causa de uma doença que tinha um nome estranho e que fazia com que ele perdesse todos os fios de cabelo.

Voltou-se para sua escrivaninha, em que tinha um potinho com a maçã que comeu na noite anterior, retirou as sementinhas e levou-as até a janela, na esperança do pássaro vir para alimentar-se.

O Pardal voou até a mão da garotinha e após bicar o primeiro grão, um raio de luz encheu o quarto de alegria e a ave começou a falar:

-Em todas as manhãs em que te visitei, você não deixou de me dar alimento durante os dias frios. Este é o seu presente de Natal, a compaixão dos anjos de me deixar vir até você por saudades que tinha em meu peito e não podia mais conter. Sou eu, seu irmãozinho que retornou á Terra no corpo dessa ave. Vim para te agradecer pela bondade, por ter me protegido em vida humana e em vida animal. Não se esqueça nunca do real significado do Natal e que enquanto os anjos permitirem, virei te visitar e te lembrar de que um dia estivemos unidos em vida. 

A garotinha deixou o Pardal pousar em seu ombro, e em lágrimas de alegria, faz um leve carinho em sua penugem, prometendo silenciosamente em cumprir o desejo de seu irmãozinho.


Escrita por Isabela Carapinheiro Välimaa. Inspirada na canção finlandesa ” Varpunen jouluaamuna” .

08.03.2016

Pedidos.

black-and-white-person-woman-girl

A verdade é que eu posso ser grossa, rude, ignorante, estúpida, retardada. Eu posso ignorar muitas coisas, o dia inteiro. Por dois dias, uma semana. Eu posso responder e dar moral para pessoas que nunca conversei. Curtir um fim de semana na praia ou uma noite de bebedeira com as amigas. Eu posso dizer para os quatro cantos da Índia, do continente, do mundo que estou bem, que não preciso de você para ser feliz; o que é, realmente, a verdade. Assim como você também não precisa de mim pra nada, nunca precisou, muito menos para ser feliz.

A questão é que ser feliz sozinha não é gostoso como quando estivemos juntos. Eu posso não precisar de você pra ser feliz ou me divertir mas eu sempre vou precisar de você para ter a certeza que aquilo é que amar.

Me sinto oca de saudades de você. Ou pelo menos da pessoa que eu pensei estar apaixonada. Do ser que idealizei, mentalmente, ser um parceiro para a vida inteira.

 E não importa o que eu faça, sempre volto a ter pensamentos de como estaríamos nos dias de hoje.

Sempre vou te amar. Em todas as noites, multiplicando esse amor de dia. Durante as madrugadas? Bom, ai eu estarei aqui, rezando e pedindo baixinho, só pra você estar bem, e amando alguém também.

Página 1 de 41234
Translate »