16.11.2016

Write something everyday even if it sucks

Dont Write via Tumblr

via Tumblr

Escreva qualquer coisa todo dia, mesmo que fique uma bosta

Estava eu, pensando com meus botões, sobre o alcance que a língua inglesa tem em parâmetros mundiais. E foi aí que surgiu a ideia de começar a escrever posts em português e em inglês.

Pensei em quantos blogs em inglês e finlandês tenho visitado, e que em sua maioria, o idioma predominante é justamente a bendita língua germânica ocidental que surgiu nos reinos anglo-saxônicos da Inglaterra. Outro fato, é que a maioria do que tenho consumido vem escrito em inglês.

Também sei que existe a ferramenta do próprio Google Chrome de tradução ali em cima, na barra onde o site é digitado mas vamos concordar que rola um certo trabalho, fora a possibilidade de uma tradução mal feita.

Se você olhar ao redor, no layout do blog, algumas palavras já foram traduzidas para ajudar os falantes da língua inglesa que aterrissam por aqui.

Toda essa vontade de trabalhar com os dois idiomas vieram com a necessidade: logo menos vocês verão alguns vídeos no youtube em inglês também! Mas não pense que vou abandonar minha língua nativa. Não mesmo.

Pense nisso como uma ajudinha minha para você, que nunca usa o inglês e ás vezes tem preguicinha de tentar. Não vale roubar e ler pedaços do texto em português! Tem que ir direto pra parte em inglês.

Algumas vezes, os textos serão apenas em inglês, só pra avisar 😉😉😉

Ali em baixo tem três perguntas que eu gostaria, do fundo do meu coração de melão, que vocês respondessem.

Write something everyday even if it sucks | A Bela, não a Fera

In English

That was me thinking about life and how many people the english language reach in mundial parameters. And from there it came the idea of start to write the posts in portuguese and in english.

I thought about how many blogs in english and finnish i have been visiting, and mostly, the predominant language is exactly the Western Germanic language that arose in the Anglo-Saxon kingdoms of England. Another fact is that most of what I have being buying, comes written in English.

I do also know that exists the Google Chrome translation tool over there, where you write the site but lets agree in one thing: its a lot of work click there and wait the page update, also with the possibility of bad translation with some thoughts that dont make sense in english.

If you look at the page, some words are already translated to help the english speakers that land in here.

All this desire to work with both languages came with a need: soon you will see some videos on youtube in English too! But don’t think that I will abandon my native language. Not even for a moment.

Think about this as a helping hand, who never uses the english language and sometimes has the nerve to try. It isnt worth cheat and reading pieces of the portuguese text! You have to go straight to the part in english!

Sometimes the texts will only be in English, just to warn 😉😉😉

Down there are three questions that I would like, from the bottom of my heart, that you would respond.


Obrigada por serem sempre lindos humanos e me amarem respondendo com carinho tudo que pergunto!😍🎈

Thank you for always being so beautiful humans and loving me by responding fondly all I ask! 🎈😍

12.10.2016

Arquivo Especial – Dia das Crianças

Arquivo A Bela, não a Fera

** Este é um post cheio de nostalgia e fotos antigas e de péssima qualidade**

No primeiro ano do blog, eu escrevi o post ” Você sabe o que significa o Dia das Crianças?” e aqui na Finlândia  eles não comemoram, então o dia começou menos doce pra mim mas muito nostálgico com as memórias do Facebook.

No grupo que faço parte foram dados dois temos para a blogagem coletiva do mês e que me motivaram a conversar com vocês sobre, como sempre faço 😉😉😉

Tive uma infância maravilhosa mesmo com os +10 anos de diferença do meu irmão e irma, a asma e a introversão. Esses fatores fizeram com que eu me tornasse a pessoa que sou hoje. Porquê?

Eu criava minhas brincadeiras em que não precisava de mais de uma pessoa, tipo decorar toda a casa da Barbie, olhar ao redor e começar a desmontar -eu não gostava de interpretar personagens, só a parte do Design mesmo.🖼🎸📚🏠

A Bela, não a Fera

Desculpa a qualidade da foto, é pra mostrar meu cantinho com porta de almofada para meu piano!

O meu forte para coisas de crianças eram ler, escrever e colorir, por incrível que pareça. Cheguei a pintar uma parede com batom da minha mãe. Uns anos depois, com 12 anos, comecei a recriar uma imagem das Meninas Super Poderosas na parede, com giz de cera, e que escondia toda noite com um pôster kkk -lendo isso, me senti como uma presidiária cavando um buraco pra fugir e cobrindo com lençóis.

Na minha rua tinha algumas 5 ou 6 crianças mas eu não gostava de brincar lá fora, tinha vergonha por ser gorda e claro, porque toda brincadeira de correr me acarretava a asma.

Livros da minha infância

Lembro de começar a ler todos as HQ’s que tinham em casa: Turma da Mônica e alguns do Super-Homem que eram do meu irmão – inclusive, li nessa época a Morte do Super-Homem e peguei trauma eterno 😅

Quando entrei na 5º série, mudei para uma escola maior e assim, uma Biblioteca maior. E lá foi o meu deleite: fiz carteirinha, amizade com a bibliotecária e até comecei a ajudar na organização dos livros, me tornando a primeira a ler Harry Potter quando chegou por lá.

HP e a Pedra Filosofal  | A Bela, não a Fera HP e a Câmara Secreta  | A Bela, não a Fera

HP e o Prisioneiro de Azkaban  | A Bela, não a Fera

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Harry Potter tornou-se minha coleção preferida lá pelos 14 anos. Antes, a preferida era Os Karas, do Pedro Bandeira.

Coleção Os Karas | A Bela, não a Fera

 

Dica: Encontrei TODOS os ebooks no LeLivros 😍😍😍 (Já li o primeiro e logo tem resenha!)

Eu já tinha lido e chorado com alguns outros títulos de Pedro Bandeira. Esses três são os que melhor recordo.

A marca de uma lágrima  | A Bela, não a Fera

O Grande Desafio  | A Bela, não a Fera

O famoso mistério de Fiurinha  | A Bela, não a Fera

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Passando esses momentos na Biblioteca, um dia as coisas mudaram:

Estavam fazendo chapas para votação do Grêmio Estudantil e os mais velhos, lá do 1º ou 2º ano quiseram me chamar porque eu era inteligente e ajudava na biblioteca. Óbvio que fiquei na suspeita de maldade- li tantos livros que minha mente já tava ligada. No final, fomos eleitos e essas pessoas suspeitas, tornaram-se meus colegas de recreio, assim ajudando a minha pessoa a dar um pulinho na escada da vida e deixar de ser tão introspectiva. Parece até coisa de filme!😍📚😍

Sobre ter amigos mesmo, só aos 12, quando aos poucos comecei a me comunicar melhor – aquela ajuda da escola, né -com meus vizinhos da mesma idade e ver que ninguém mordia. É bizarro pensar que eu vivi naquela rua 15 anos e fazendo amizade com eles nos últimos 3 anos lá…

Logo na sequência, aos 14, entrando em um Grupo Escoteiro.

Grupo Escoteiro do Ar Marechal Eduardo Gomes 2004 | A Bela, não a Fera

Quando digo que eu era gorda, eu quero dizer que sou a primeira da foto. Com 14 anos, 2004.

O que eu faria se pudesse voltar a ser criança?

Acho que vocês já sabem que com 6 anos e meio (ou alfabetizado) a criança já pode entrar em um Grupo Escoteiro e fazer parte da Alcateia.

Com certeza eu pediria aos meus pais para me colocar no Escotismo, que cortaria os três mas que citei lá em cima: teria amigos da minha idade, seria menos sedentária por causa das atividades no Grupo e teria minha introversão ser chutada para longe.

E ao entrar no Grupo, comecei a ter real interatividade com minhas amigas, indo uma na casa das outras, conversando sobre festas, meninos e maquiagem.

Eu teria pedido para brincar mais com água, tomar mais sorvetes gelados e correr descalça. 🙆

Eu teria fugido de tomar alguns remédios controlados que hoje eu sei o mal que faziam para mim e eles achavam que estavam fazendo o melhor por mim.

Eu teria passado mais tempo com meus avós paternos. – De alguma forma, depois de casar, meu pai só queria visitar a família da minha mãe, então eu quase não fiquei com meus avós. Arquivo A Bela, não a Fera

Engraçado como um acontecimento da nossa vida é grudado no outro e que nos leva aos lugares em que estamos agora.

Como tô longe de casa, só tenho algumas fotos no pc e a maioria quando eu era bebê 👶👶👶

Arquivo A Bela, não a Fera

Interative-se | A Bela, não a Fera

07.10.2016

Casamos! 💏 (Casamento na Finlândia)

MrAndMiss | A Bela, não a Fera Quem diria que algum dia eu escreveria sobre casamento aqui no blog. Ainda mais O MEU CASAMENTO! 🎉🎉🎉

Vou contar um pouco da minha experiência de como funciona, com o casamento apenas no civil, sendo brasileira e casando com um cidadão finlandês.

Como todos os momentos desde que pisei aqui na Friolândia estão sendo inesperados e nada programados, o casamento foi algo surpresa.

Quando voltamos da viagem de Amsterdam meus dias de turista já estavam próximos do fim, acabariam em 21 de agosto.

O Antti já tinha feito maluquices por mim, tipo quando fugi da casa dos hosts e me trouxe pra ficar na casa morar dele, em menos de duas semanas no país.

Decidi então perguntar na brincadeira ‘que cê vai fazer quando eu tiver de ir embora?’ e ele respondeu ‘você não vai embora, vou casar com você!’ Suei frio,  o estômago deu um looping e comecei a tremer. Era brincadeira a minha pergunta e recebi uma verdade em resposta.😲😲😲

55 fatos sobre a Finlândia e os Finlandeses | A Bela, não a Fera

E aí começa a saga… (Com letras garrafais e de rolagem assim como Star Wars)

Primeira coisa a ser feita foi ir á polícia e me registrar lá, falando que estou morando na cidade e dando entrada nos país para a permissão do Visto como Esposa de cidadão Finlandês.

Recebemos uns formulários para responder sobre como nos conhecemos, vida de junto e dados pessoais. Teríamos que entregar isso na semana seguinte, com uma foto, tipo passaporte, minha. E lá se foram 26 euros por 6 fotos ( Se não fosse triste, seria hilário eu perguntando ao atendente ‘posso comprar só uma foto???’ e ele respondendo ‘sim, vem com seis fotos…’ 😂 )

Deixando os formulários na polícia, já marcaram uma data para a entrevista que seria dia 6/10/16. E claro, deveríamos estar casados nessa data.

Sou desavisada e não pensava que ficaria aqui, então, só trouxe meu PASSAPORTE e RG de documentos. Fim. E pra casar, em qualquer parte do mundo, o que você precisa? Certidão de nascimento.

No começo do ano, para ser exata em 19 de fevereiro, minha mãe conseguiu uma certidão nova pra mim porque estávamos vendendo uma casa… Beleza, pedi pra minha mãe me enviar a certidão E… Quando chegou aqui, no final de agosto, não era mais válida.

-Como assim certidão de nascimento não era válida, Bela? 😅

Pois é, eu já sabia disso mas tinha esquecido do detalhe de que Certidões de Nascimento agora tem PRAZO DE VALIDADE. Valem 6 meses apenas. ( 01 💩)

Recorri ao meu pai, pedindo pra ele emitir outra certidão e enviá-la pra mim. E que demoraria mais uma era pra chegar.

Quando a bendita certidão chegou, já estávamos em 14 de setembro.

-Mas agora você poderia casar, né Bela?!

Não.

Eu precisaria de um Comprovante de estado civil registrado no Cartório (Maistratti) e para isso, não seria simplesmente ir ao Consulado do Brasil em Helsinki… Nãaao… Tive que preencher um papel em inglês, declarando que era solteira no Brasil, que não estava tentando bigamia e precisava levar duas testemunhas (em que nenhuma delas fosse o futuro marido) para assinar o papel. Whatafuck, conheci as testemunhas aqui e eles tiveram que ir assinar um negócio desse pra mim? Ah, e lá se foram 45 euros.

Com a DECLARAÇÃO de estado civil e a Certidão de Nascimento, fui até Helsinki (que fica +- 2h de distância de Tampere). Deixei no Consulado os documentos e pedi para que me enviassem tudo por correio, e adivinha? Tive que comprar os selos, claro. Tchau 7 euros. O tal comprovante de estado civil custou 16 euros e demoraria 5 dias úteis para ficar pronto + chegar em casa.

MrAndMiss | A Bela, não a Fera

Aguardamos ansiosamente com os dias contados para a entrevista na polícia kkk 😅 e assim que a correspondência chegou, no dia 22 de sembro, fomos ao Cartório entregar os documentos para marcar a data do casamento e…

Não marcamos a data. Teríamos que esperar uma semana porque fariam uma investigação se o casamento poderia mesmo acontecer. Eles avisariam por correspondência mas no dia 29, em exatas uma semana, entramos em contato e disseram que poderíamos marcar o casamento online (já que esse serviço não é pago!😂) YAY!

Vai dar tempo! Temos uma semana pra casar…

Quando abrimos o site: TCHANÃAAAAA – o único dia e horário livre seria exatamente no dia da entrevista, dia 06 de outubro, 15 FUCKING MINUTOS ANTES. Simplificando: Casamento ás 12:30 e entrevista ás 12:45.

Claro que deixamos claro que precisaríamos que tudo fosse agilizado antes e não deixasse nada para resolver na hora… Se esquecemos de algo? Claro! Somos dois atrapalhados… Tivemos que avisar na hora que eu teria o sobrenome dele.

MrAndMiss | A Bela, não a Fera MrAndMiss | A Bela, não a Fera

E como tudo tem que ser nas pressas, procuramos por testemunhas na quarta-feira á noite 😆

Acordei nervosa e achando que não daria tempo pra fazer tudo de uma vez, e não porque me casaria em algumas horas.

Foi engraçado, que chegou uma hora antes de deixarmos o apartamento, olhei pro Antti e falei ‘vou com esse vestido e de all star porque não tenho nada melhor pra vestir‘ (eu vim pra Finlândia fazer serviço voluntário, só trouxe roupa peba porque só trabalharia, ué 😅) e ele, sendo o cara que me derrete sempre falou ‘eu vou casar com você pelo que você é, não por um dia de roupa bonita…‘😍😍😱

Acredito, assim como comecei a pensar á respeito, muitas pessoas não pensam em casamento por causa dessas simbologias, por não se imaginarem fazendo tal coisa. Eu não me via entrando de vestido branco e grinalda, em igreja má nunca na minha vida. Ele não se imaginava fazendo festa (porque odeia congratulações kk😅) e casando em igreja.

Não teve vestido branco, terno e gravata, aliança ou minha família junto. Não me importo com simbologias mas gostaria muito de ter meus pais e minhas amigas por perto, claro.😪MrAndMiss | A Bela, não a Fera

A cerimônia durou 5 fucking minutos, até agora, tô com cara de ‘ué, acabou?‘ A entrevista na polícia durou em torno de 10 minutos e uma palmada de 130 euros por causa da permissão.

Felizes e Casados! Agora ninguém me tira do Mr Handosome 😍💞

Agora começa a nova saga: tenho que tirar passaporte com nome de casada (me achando a senhora🤓) e eu não votei nessas eleições………… Não perca os próximos capítulos.

O post foi longo já que esse é um blog diário e pela paciência de vocês, deixo aqui um gif do quanto nos amamos.

Adventure Time - Jake and Lady Iris | A Bela, não a Fera

 

Página 3 de 512345
Translate »