12.04.2017

Erros ao tomar medicamentos

Eu não sou nenhuma médica ou entendedora do assunto mas em uma última consulta, descobri alguns erros mais comuns na hora de tomar medicamentos. E que infelizmente, por falta de informação ou desleixo, muitas pessoas acabam por fazer essa caca.

Erros ao tomar medicamentos

  1. Retirar o conteúdo das cápsulas. Quem nunca viu aquela pessoa que prefere abrir as capsulas e ingerir o pó por acharem que a digestão do medicamento é mais fácil e o efeito mais rápido?! Pode parar de fazer isso já! A capsula existe para proteger o pó da mucosa da boca e do esôfago.
  2. Tomar medicamentos com álcool. Sabe o anti-inflamatório que o médico passou e falou que você não deveria ingerir álcool? Então, o álcool tem interferência com muitos medicamento, pode afetar a cognição, pode causar náuseas ou taquicardia.
  3. Tomar comprimidos sem água: A não ser que o médico ou a caixa do medicamento diga explicitamente para não beber água, tens que beber. Caso não bebas água com o comprimido, podes correr o risco deste ficar retido no esófago.
  4. Cortar ao meio comprimidos que não têm risquinho. O único comprimido que pode ser cortado ao meio é o que tem o risquinho no meio. Se não tiver nenhuma marca, não o faça. Se dividir ao meio um comprimido e tomar só metade, é arriscado tomar a parte que não tem os componentes ativos do medicamento ( que podem ficar todos juntos na parte que não foi tomada!)
  5. Triturar os comprimidos. Muitas pessoas fazem isso para conseguir tomá-los mais facilmente mas triturar condiciona logo a absorção dos mesmos, fazendo que sejam rapidamente absorvidos ( mais do que o que é suposto), o que pode levar a uma intoxicação.
  6. Dividir medicamentos com a família e amigos. É algo que é muito comum e não deveria ser! Aquele negócio de aconselhar um remédio que deu certo com você não é uma prática muito boa. A verdade é que tirando os medicamentos de venda livre, você nunca deve dividir os medicamentos que te receitaram com outras pessoas. Os medicamentos foram receitados por médicos que te acompanharam, fazendo testes e exames, ou seja, são para o teu caso!
  7.  Tomar medicação fora da hora. Cada medicamento foi previamente estudado detalhadamente: como o tempo de absorção, efeitos no organismo ou interferências com alimentos. É muito importante seguir à risca o horário de cada dose. Certos medicamentos só podem ser tomados de manhã, em jejum, outros só pode ser à noite. Tipo o do Hipotireoidismo, que eu preciso tomar sempre no mesmo horário, pela manhã e em jejum.

Espero que essas dicas ajudem a nenhum desses erros serem cometidos por você ou pessoas próximas!

Não esqueça de compartilhar a postagem!

 

20.08.2016

Como levar remédios em viagem internacional?

Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Não sou aloka dos remédio muito menos hipocondríaca mas a verdade que reinou em torno da programação da viagem pra Finlândia foi: como vou levar meu remedinhos, em grande quantidade -já que eu ficaria 3 meses.

-Mas pra quê levar remédios pra viagem, Bela? 

Não que eu planejasse ficar doente, né?! Meu irmão me alertou que não são todos os tipos de remédios que você pode comprar no exterior, sem receita médica e igual no Brasil. E se você precisar passar em algum médico, isso vai custar uns bons muitos dinheiros.

Remédios como para dor de cabeça, anti-concepcional, de asma e/ou rinite, diabetes, tiroide… Esquece, você não pode comprar assim, não!

O que eu fiz? Comprei AQUELE estoque dos remédios mais necessários, coloquei em saquinhos transparentes diferentes (por área de doença kkk ) e o nome da composição e/ou doença em inglês.

Eu não trouxe nenhum remédio dentro da caixa para ter mais espaço na mala mas a maioria deles, trouxe a bula junto – igual a foto aqui em baixo. Li muito e vi que os sites recomendavam levar na caixa mas na minha experiência.. Nada deu ruim.

Riniti / Rhinitis

Trouxe comigo o salvador Nasonex, o Descongex e um Loratamed. A parte mais engraçada é que no Brasil, minhas crises alérgicas eram o cão e aqui… Eu não tive nenhuma reação alérgica, aliás, quem tem usado todos esses meus remédios é o noivo 😀Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Hipotireoidismo / Hypothyroidism

Há poucos anos descobri que precisaria usar medicamentos para esse negócio que eu nem sabia o que era e que, aparentemente, era o real motivo da minha moleza, cabelos quebradiços e o aumento de peso. E o que eu tive que fazer? Cálculos de quantos eu deveria trazer já que tomo 75gr do remédio – e que só é dado na forma de 25gr+50gr, ou seja, dois comprimidos por dia. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Farmácia Básica

Não se esqueça de fazer uma farmácia básica para viagem, independente do tempo que vá permanecer fora! 

É muito chato estar viajando e ter aquela dor de estômago, cabeça ou resfriado! Separei o Omenax, CoristinaD, Dorflex e Amoxilina pra trazer comigo.
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Pra quem faz o uso de anti-concepcional: se você, assim como eu, cogitou a ideia de que estenderia a viagem… Traga mais cartelas do que apenas para os 3 meses. Eu, toda perfeccionista com todos os medicamentos, esqueci de trazer 3 cartelas, trouxe apenas duas e o que aconteceu? Tive que passar um dia pesquisando pelos nomes dos remédios daqui da Finlândia, para achar algo parecido com o que eu já tomava, passar no médio e tomar uma facada de 120 euros, pra ai comprar o medicamento, para três meses, por 7 euros. Ah, e minha receita tem validade de 1 ano aqui.

Asma / Asthma

O terror da viagem girava em torno da minha asma. Meu pai ficou desesperado de medo em pensar que eu poderia ter uma crise asmática dentro do avião, ou só de pisar no país de destino –mal sabíamos que eu estaria praticamente curada depois dessa kk 

Faço o uso contínuo de um medicamento chamado Alenia ♥ que previne as crises, e eu trouxe nada menos do que 6 embalagens com 120 comprimidos. (Eu tinha no meu subconsciente que ficaria na Finlândia por mais tempo, então trouxe mais que o necessário, óbvio.) E uma bombinha de Berotec, que uso em casos extremos. Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera Mesmo assim meu pai não ficou tranquilo e eu ganhei um dos presentes mais úteis: um inalador portátil que funciona á pilha recarregável! É uma coisa meio carinha (custa em torno de R$250/300 e não é propaganda, heim?!) mas muito válida!
Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a FeraE o que gerou aquela dúvida de: como vou levar o soro se só vendem embalagens grandes?  Encontrei em uma drogaria Onofre na Sé essa embalagem de 5ml de soro fisiológico (por fucking 13 reais :/ ) Anotei o nome das composições e coloquei na mala: tudo pronto! ♥Como levar remédios em viagem internacional | A Bela, não a Fera

Coisas importantes pra lembrar:

  • Você só pode levar 100ml do mesmo produto em uma embalagem, ou seja, você pode ter 5 ou 10 embalagens de 100ml’s.
  • Ao mesmo tempo, mesmo que esteja carregando as embalagens de 100ml, você não pode ultrapassar 1 Litro!
  • Leve os medicamentos mais importantes com você, caso sua bagagem extravie, você não fique no desespero.
  • É sua escolha pedir para o médico fazer receita no idioma do país que você vai. Eu não pedi e não tive problemas… Como disse, experiência própria.

Na internet tem muita informação, nem sempre são verdadeiras como a parte de levar tudo na caixa e blábláblá e vai de você escolher quais informações seguir. Aqui no blog eu estou falando sobre minha experiência de viagem Brasil>Holanda>Finlândia. 😀

BEDA 2016

Translate »