30.05.2017

Sonhos de uma noite de Verão

Foto por: Isabela Carapinheiro Välimaa

Certo dia parei em um lugar tranquilo e quando olhei dentro da minha mochila, que só tinha uma banana, um pequeno caderno e uma caneta. Em minha mente, uma palavra, no plural, para procurar um caminho e significado do momento: sonhos. Batuquei as folhas em branco.

As palavras que antes saiam tão fácilment da mente e trancaram-se em um baú sem chave junto com os sonhos.

Pensando nos acontecimentos do último ano em que a sonhadora aqui, saía de casa com uma mochila de acampamento nas costas e uma mala de rodinhas de 28kgs em mãos. Fui buscar um dos sonhos que sustentei por mais de 10 anos: conhecer um país totalmente diferente do meu e que sempre me encantei.

Metade da vida adolescente e jovem adulta sonhando com a viagem que tornou-se o recomeço de uma vida.

O sonho foi realizado. 

E agora, onde estão as palavras?!

Sabe aquele momento que você tem que piscar os olhos com força para realmente focar no que está a sua frente? Pisquei meus olhos e retornei a realidade: estava dentro de uma balsa, que tem uma sauna, que meu marido e seu amigo de infância construíram juntos.  Á minha frente, um lago vasto que posso ver da janela de onde me sento. E que ontem mesmo estava vendo o Sol da meia noite no horizonte.

O Sol da meia noite!

Quantas pessoas que conheço e que leram ‘Sonho de uma noite de Verão, do Shakespeare já sonharam em presenciar essa mágica do Sol nunca se pondo e encontrando a Lua?

Durante o verão, não fecho a janela para poder contemplar o Sol deixando o céu rosinha lá pelas 11:30 da noite.

Tenho lagos e florestaslindas ao meu redor, o tempo tood me chamando para que explore-as a qualquer hora do dia ou noite. Tenho a segurança de andar em qualquer lugar sem o medo que antes tinha quando morava em São Paulo.

Todos os sonhos que foram se materializando durante esse ano começaram a se tornar coisas do dia a dia.

Não, isso não quer dizer que já não assisto apaixonadamente o pôr do Sol rosinha durante o verão, as folhas de cores terrenas espalhadas pelo chão de outono, a neve que brilha como glitter durante o inverno ou a diversidade de flores na primavera.

O que quero dizer é que preciso transformar esses momentos em conquistas e criar novos sonhos para dar alma aos meus textos que antes inundavam esse blog aqui.

Pode parecer engraçado o que escrevo mas não consigo traduzir sentimentos ou criar meus personagens quando estou feliz! A tristeza é a bateria da minha arte e com ela vem a inspiração. Lutar por sonhos normalmente são o gás para minha criatividade.

E quando os sonhos se realizam e você não tem mais o que falar sobre?!

Alguns minutos após começar a escrever esse desabafo, meu marido veio perguntar o que eu escrevia tão arduamente e com olhar apaixonado.

Respondi que tentava encontrar o caminho para novos sonhos.

O Antti respondeu – Os sonhos são seus dias, tudo que você pensa é possível. Tudo bem se você não sonhar com coisas grandes e que todas as pessoas normalmente tem como busca da vida como ter casa própria, trabalho, viajar para o exterior uma vez por ano. Seus sonhos podem ser simplesmente seu amor por tudo que faz, como cuidar do seu blog ou ir para o Escoteiro. 

Ás vezes, procuramos fora de nós o que nos motiva, coisas grandes para correr atrás e quando você menos espera, depois daquela piscadela, você se vê vivendo um sonho atrás do outro.

 

 

Participe do Grupo mais amorzinho do Facebook: Interative-se

Leia também outros textos de minha autoria.

16.04.2015

Devaneios de sonhos da vida carnal

Engraçado como nos apegamos a pessoas que sentimos que tem coisas em comum. Ou que aspiram em vidas que desejamos. E assim é a vida do mundo blogger.
Vai falar que nunca pensou nisso?

Devaneios de sonhos da vida carnal 1

Como as bloggers TOP chegaram onde estão? Mostrando suas vidas bem de perto. Porque cá entre nós… Todas criamos conteúdos novos e interessantes.
Claro que uma bloggeira com condições financeiras melhores viajarão, terão roupas melhores e aparecerão na mídia por meio de contatos.
Só que vejo por outro lado, as outras milhares de bloggers que tem a vida como a minha: precisam se programar pra viajar, juntam dinheiro pra comprar algo que gostam muito, e que precisam trabalhar pra se manter (!!!).
É sensacional sonhar vendo bloggers com viajens (a cada quinta-feira kk) para lugares que você se planeja uma vida toda. Nós, seres humanos compramos ideias, visual e consumismo. Nossa vida já é chata o suficiente para continuarmos a acompanhar pessoas que passam por coisas iguais.

Eu sou uma dessas que gosta de ler e ver a vida divertida de pessoas que tem algo em comum comigo. Sonho com um dia em que possa viver isso porém ainda sou muito desapegada de consumismo, vivo com pouco e prefiro perder horas lendo e vendo seriado do que conectada na internet (mesmo tendo posts aqui diarios!!!).
Antes de criar o A Bela, não a Fera, pensei em criar um que já tinha até nome programado ‘Menina Classe Média’ mas minha prima falou que não seria legal porque ninguém se interessa em vida da classe média. HAHA Faz sentido, né?!
Compramos sonhos e eu concordo: ver aquelas fotos de comidas em porções pequenas e deliciosas, cabelos super bem tratados e uma cama king extra size de lençóis enormes e um boy GA-TO na cama… Quem nunca?
Essa série de sonhos gera uma certa insegurança mas aumenta a vontade de batalhar, estudar mais e mais e vencer, e porque não… Chegar lá também?
O importante mesmo é saber discernir o mundo real do que vemos na internet. Nem sempre os sorrisos das fotos estão tão brilhantes como os nossos, o branco do vestido seja tão brilhante assim e que aquela pessoa não esteja vendendo a alma para comprar algo, e assim postar apenas uma foto na internet HAHAH
Mesmo sonhando com tudo isso eu ainda estou dividida nesse mundo carnal consumista mas sempre que me perco, volto aquela frase Clube da Luta:

Clube da Luta 2

“Nós compramos coisas que não precisamos com dinheiro que não temos para impressionar pessoas que não gostamos.”

Nós, humanos, somo motivados pelos sonhos e quebrados pela realidade todos os dias.O que nos motiva diariamente é o mais importante.
Então continuo sonhando.

Página 1 de 212
Translate »