19.04.2017

Você já conhece o Canal A Bela, não a Fera no Youtube?

Eai?!

Parece bobeira mas sei que muitas das blogueiras que seguem outros blogs, não sabem que tais blogs também tem canal no Youtube.

Ou quando seguem algum canal do Youtube, nem imaginam que possa existir um blog!

Com o BEDA e o VEDA, tenho aprendido a organizar meu tempo para criar conteúdo, assistir meus Doramas e ler. Quem lê, pensa ‘nossa, quanta coisa pra fazer, né?!UAU’

Já parou pra pensar como é criar conteúdos novos TODOS OS DIAS, PARA DUAS REDES DIFERENTES?!

E é isso que o BEDA e o VEDA tem me ensinado.

Além de ter decidido não divulgar tanto o conteúdo – além das páginas oficiais como facebook, twitter e instagram – já que antes eu costumava postar em cromunidade do G+ e grupos do Facebook. Decidi ver como funciona meu alcance nesse meio tempo.

Tenho me doado mais ao Youtube, o que é fato, já que preciso cada dia mais de interação com o mundo exterior e essa é a forma que encontrei em continuar falando português, já que 100% do meu tempo estou falando ou pensando em inglês.

O motivo de estar me doando mais ao canal é que não sei o rumo que o blog vai tomar quando o domínio e a hospedagem expirar já que estão cobrando um valor absurdo (R$190 Temers) além do Google Adsense estar em má funcionamento no blog, não rendendo nem uma moedinha pelos últimos meses – mesmo com o blog tendo mais de 1k de visitas por dia!

Você já conhece o Canal A Bela, não a Fera no Youtube? 

O canal é basicamente o blog. Só que falado e com mais imagens para estimular seus olhos.

Conheça um pouco mais, deixe comentários e diga o que mais gosta de ver no nosso cantinho!

Beijão!

06.07.2014

Todo dia, temos um novo dia para começar novamente.

Domingo preguiça e como todos os dias – pra não dizer de 5 em 5 minutos – você vai e checa o Feed do seu Facebook. Vai lá ver como está a vida das pessoas que tem adicionado, como foi a noite anterior…

Uma das características mais notáveis é que a felicidade alheia aparenta ser mil vezes maior do que a sua, seja com posts sobre o relacionamento perfeito ou com milhares de fotos mostrando apenas o lado bom da vida. Tipo a super roupa linda que alguém comprou, a viagem maravilhosa ou o jantar naquele restaurante badalado.

O curta “What’s on your mind?“ (“O que você está pensando?”) – de Shaun Higton, cria polêmica ao questionar o problema da vida editada e que distorce a vida real. Sabe… Essa sensação de que você é menor do que os outros é o fato preocupante, visto que ninguém deve se sentir desconfortável com o que tem, seja seu corpo, seu prato de comida ou sua viagem pra uma praia nada paradisíaca.

Claro que a exposição é relativa e nem todos usam o espaço virtual para se expor, mas a tal “felicidade” é algo recorrente na linha do tempo da grande maioria dos usuários de redes sociais. Principalmente as bloggers, que ralam para manter a linha ‘ryca’, já que ‘A fama só vem com riquesa’ (Blogger – Jana Sabrina kkk ).

A verdade é que ninguém é tão feliz quanto aparenta o respetivo Instagram ou Facebook, mas, em contrapartida, que entediante e igualmente incômodo seria compartilhar os nossos problemas e reclamações o tempo todo na internet.

E aí, qual é a solução? Se expor menos? Largar as redes sociais? Continuar sendo feliz “o tempo todo”?

Sou da ideia que acreditar que tudo vai bem e ser positivo ajuda. Fica com inveja disso ou daquilo que algo demonstra ter/fazer/ser não é nada legal, porque vai que sei lá, a pessoa tenha alcance disso tudo mas que lhe falte verdadeiras amizades, paixão, família ou qualquer coisa que VOCÊ TENHA.

Já pensou se for o oposto?

Criei o blog depois de tanto invejar o ‘antes/depois’ de muitas pessoas que vi pela net. E aí decidir a ajudar a quem se sente infeliz em ver os outros indo pra frente. Faço e comento o possível aqui para animar todas que acompanhem o blog.

Sou amiga pra todas as horas! Se precisar de apoio, vem cá, conversa comigo.

As coisas podem não estar 100% mas só temos uma vida pra viver, e depender de redes sociais ou felicidade inventada dos outros é muita besteira.

E então, o que acharam do post? Comentem e façam desse espaço seu também!

Translate »