19.02.2017

Resenha: Hogwarts – Um guia (Im)Perfeito e (Im)Preciso

Hogwarts – Um guia (Im)Perfeito e (Im)Preciso (#3)

Autor: J.K. Rowling
Ano: 2016
Editora: Pottermore
Páginas: 85
Mais informações: Skoob (4,5)

Sinopse: O Ministério da Magia percebeu que construir uma estação bruxa adicional no meio de Londres seria demais até para a notória determinação dos trouxas de não perceber a magia, ainda que exploda bem na cara deles.”J.K. Rowling.
Pottermore Presents é uma coleção de textos de J.K. Rowling dos arquivos do Pottermore – pequenas leituras que foram apresentadas originalmente em pottermore.com. Esses e-books, com curadoria do Pottermore, levarão você além das histórias de Harry Potter, pois neles J.K. Rowling revela suas inspirações, detalhes intricados das vidas dos personagens e surpresas do mundo bruxo.
Hogwarts: um guia imperfeito e impreciso leva você numa jornada à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Você vai se aventurar pelos terrenos de Hogwarts, conhecer melhor seus residentes permanentes, aprender mais sobre as aulas e descobrir segredos do castelo… Tudo ao virar de uma página.

Pottermore – O coração digital do mundo bruxo, é um site para fans da saga Harry Potter com textos exclusivos, novidades e surpresas, desde agosto de 2009.

O site sempre foi um dos queridinhos de J.K. Rowling, sempre recebendo em primeira mão novidades e publicando textos que a escritora aceitava.

Juntos, o site Pottermore e a escritora J.K. Rowling criaram a nova coleção sobre Hogwarts, com três livros:

  • Pequenas histórias de Hogwarts – Poder, Política e Poltergeists Petulantes;
  • Pequenas histórias de Hogwarts – Heroísmo, Trabalho Duro e Hobbies Perigosos;
  • Hogwarts – Um guia (In)Perfeito e (In)Preciso.

E que por sorte já encontrei dois dos PDF’s para download mas você pode comprá-los pelo site Pottermore por 2,99€ cada.

Como sou do contra, comecei a ler do último: Hogwarts – Um guia (In)Perfeito e (In)Preciso;

ENREDO

Nesse terceiro livro, você encontrará 20 histórias focas na Escola de Magia e Bruxaria Hogwarts, a mais famosa escola de literatura na Grã-Bretanha.

Pegue seu ingresso para essa tour exclusiva, onde você terá o acesso á áreas que nem mesmo Harry Potter pode visitar nos sete livros!

Você aproveitará uma viagem em passos propriamente organizados para chegar á famosa Escola Mágica:

  • Conhecendo mais sobre a King’s Cross Station, a Plataforma 9¾ e o Expresso Hogwarts;
  • Saberá mais sobre os artefatos mágicos, situações incomuns, Programa Educacional, os residentes permanentes e as locações que você encontrará chegando lá;
  • Saberá como o Chapéu Seletor funciona, a Sala Comunal da Lufa-Lufa, o Mapa Maroto, o Lago Negro, o Vira-Tempo, os Fantasmas, o Espelho de Ojesed, a Penseira, a Pedra Filosofal, a Espada de Gryffindor e a temida Câmara Secreta.

Uma leitura arriscada, então tome cuidado para não se perder e aproveite a tour por Hogwarts!

PARTE VISUAL

Como eu fiz a leitura do PDF e amei, acredito que o livro seja ainda melhor diagramado.

São cinco capítulos contendo vinte histórias. A apresentação do capítulo tem um pergaminho. E cada uma das vinte histórias é dividida por três páginas contendo uma breve apresentação do tema feita pela equipe Pottermore, o processo de criação escrito pela J.K. e reflexões sobre, também escritas pela criadora da série.

CONCLUSÃO

Definitivamente esse livro é o mais próximo que cheguei o livro Hogwarts – uma história, que na série tem mais de mil páginas, escrito por Garius Tomkink.

É um MUST-HAVE para os Potterheads por ter formato bem parecido com outros livros já publicados como Quadribol Através dos Séculos e Os Contos de Beedle, o Bardo.

PARTES PREFERIDAS

  •  Neville pediu para o Chapéu Seletor para colocá-lo na Lufa-Lufa;
  • Como os Quadros Falantes realmente funcionam/ tem memórias;
  • Anotações sobre a cultura dos Goblins;
  • Que o maior período que você pode viajar de volta no tempo com o Vira-Tempo são apenas 5 horas.

E aí, já lerau esse livro? Ficou com vontade de ler? Vamos bater um papo aqui nos comentários!

17.02.2017

Funko Pop Chucky – Curiosidades sobre o personagem

Revendo alguns posts do ano passado, percebi que não tinha postado sobre o Funko Pop Chucky que comprei na mesma época do Dementador e do Spaulding!

Passei a infância toda dormindo em uma cama com, pelo menos 10 ursinhos de pelúcia. Não tirava eles do meu lado nunca. Até que um dia, minha irmã me fez assistir ao filme O Brinquedo Assassino, de 1989(sempre os irmãos mais velho causando né?!).

Depois dessa noite, eu trancava meus bonecos no guarda-roupas e ainda tinha que escutar minha irmã falando que eles viriam me pegar…

Criei uma fixação pelo personagem e pela história que serviu de inspiração, a do boneco Robert, mas nunca revi o filme de 1989 ou qualquer outro da sequência. >> Estamos trabalhando nisso 😅<<

Meu Boneco Assassino – Funko Pop Chucky

Este Funko Pop não é dos originais, como falei sobre o Capitão Spaulding. Comprei no Aliexpress em uma loja que vende os Funkos ~made in China~ bem bonitos e de qualidade e eu paguei apenas $8,99 . Você pode encontrar a loja pelo nome Erick’s Toy House (não vou colocar o link porque ele vive fechando e reabrindo a loja).

História real que inspirou o filme O Brinquedo Assassino (Child’s Play)

A história do boneco Robert começa em 1897, na cidade de Key West, Flórida.

A família Otto era dona de muitas plantações, por isso tinham muitos serviçais que eram maltratados.

Uma enfermeira jamaicana que dominava a magia negra e a arte voodoo e trabalhava para a família, infeliz com os maus tratos, entregou para o pequeno Robert Eugene Otto um boneco de pano. A criança, chamada Gene pela família, decidiu nomear o boneco de Robert.

E á partir daí, muitas coisas estranhas começaram a acontecer na casa.

Os vizinhos começaram a notar o boneco pelas janelas da casa quando a família saia.

Gene começou a culpar o boneco por pequenas traquinagens que aconteciam, assim como afirmar que ouvia o boneco rir e correr. A criança começou a ter pesadelos e gritar durante a noite, até que os pais foram ao quarto e encontraram todos os moveis jogados. Quando Gene disse “Foi o Robert!” , os pais decidiram colocar o boneco no sótão por muitos anos.

Mesmo depois de anos, quando Gene recebia visitas, os mesmos diziam escutar risadas e e passos no sótão, e então simplesmente parando de visitar a casa.

Eugene Otto morreu em 1972 e a casa foi vendida para outra família. E Robert continuava no sótão á espera.

A filha de dez anos dos novos moradores logo encontrou o boneco e o mesmo não demorou muito em começar a torturar a menina (Se perguntada, mesmo depois de 30 anos, a menina respondia que o boneco estava vivo e que queria matá-la!)

O boneco Robert, hoje está no Key West Martello Museum, ainda vestindo sua roupa de marinheiro branca e agarrado ao seu leãozinho. Alguns empregados do Museu dizem que o boneco ainda prega traquinagens.

Leia também

Não confunda com a história da Annabelle, viu?!

Você sabia da real inspiração para o filme Chucky? 

15.02.2017

FOTOLOGIA – Livros

O ano de 2017 começou com a doida aqui se comprometendo com mais projetos do que os dias possíveis para posts. Aliás, os posts estão saindo praticamente em todos os dias ímpares, vocês perceberam?!

E foi assim que cheguei no grupo Fotologia.

Fazia tempo que eu queria participar de um grupo de fotografia para criações temáticas de composições – como o 6 on 6, por exemplo.

Tema do mês: LIVROS

A Bela que vos fala, tem passado por momentos de fúria e amor com livros já que deixei minha linda coleção no Brasil, com alguns títulos não lidos –BlameOnMe. Ao mesmo tempo, tenho ganhado, comprado, agora emprestando –  da biblioteca 📚💕- muitos livros e lendo PDF’s, o que aquece meu coração.

Quando não estou criando posts ou gravando vídeos, estou lendo. E acabo por tirar fotos bonitinhas dos livros mesmo não sabendo se postarei resenha – pois é, ler, mais ou menos, quatro livros por mês e não ter certeza se agradará vocês é uma coisa que fica no meu cérebro.

Também comecei a criar uma playlist para ler, aproveite e siga-me lá! Pra mim tem que ser bem instrumental/ambiente e sem voz, para concentrar mesmo.


A foto principal que tirei para o projeto é essa aqui e que na certa vocês já viram no instagram porque sou ansiosa e posto antes mesmo da data combinada. 😅😅😅

Dangerous Mind

Sinto-me poderosa por causa da leitura, pelas vidas que vivi e lugares que visitei com as páginas dos livros. Uma mulher com conhecimento, é uma mulher perigosa (vide anos 40′ ou anteriores). Com todo o empoderamento feminino amor que temos lido pela bloguesfera, essa imagem consegue falar mais do que mil palavras.

Participe também do grupo Fotologia.

Siga-me no Skoob 📚❣


Aproveitando o post, quero convidar vocês a participarem do Grupo de Interação no Instagram que criei com amigas blogueiras. Se quiser conhecer o projeto FaBOOlousgraphy é só estar aberto a aprender mais e se dedicar á composição fotográfica 💘📸 

Página 1 de 21812345... 218Próximo
Translate »