22.09.2016

Os Prós e Contras de ter um Blog

Talvez vocês tenham notado que a quantidade de posts aqui no A Bela, não a Fera reduziu drasticamente. Pra quem não notou, pois é, não estou mais postando praticamente todo dia.

Tenho tirado um tempo maior do meu dia estudando coisas legais pra trazer pro blog e pro canal do Youtube porque não consigo mais me ver na posição de sentar para escrever um post e perceber que escrevi sobre a mesma coisa que mais ou menos cem blogueiras já fizeram. Síndrome do não quero ser como as outras? Sim!

Com uma grande razão para isso: quando criei esse blog, a intenção era- e continua sendo- mostrar quem eu sou e como funciona tudo em minha vida. E bem sei que não tenho uma vida muito parecida com a da maioria das pessoas, since ever.

Algumas semanas atrás, meu cérebro deu um BOOM avaliando as postagens que tenho aqui e vi que estava seguindo o FLOW da maioria das blogueiras que sigo e escrevendo sobre as mesmas coisas.

Tirei uma tarde para fazer uma lista sobre os Prós e Contras de ter um blog para ter certeza se deveria continuar levando como um hobby escrevo-quando-quiser ou se voltaria para as raízes.Prós e contras de ter um blog | A Bela, não a Fera

Prós de ter um blog

  • Tenho uma necessidade de escrever e criar coisas o tempo todo. Quando isso acontece, recorro ao papel e caneta, e ao blog. Ao postar no blog, penso que mais pessoas podem estar passando pela mesma coisa e gostariam de ouvir palavras acolhedoras 💓;
  • Amizades online são tudo de bom! Melhor ainda para quem está bem longe do seu país/amigos e se vê com certa dificuldade de interação com nativos, como eu. Nos dois anos de blog, conheci algumas meninas super amor e que considero PAKAS. Outras, comecei a ter maior contato depois que deixei o Brasil e acabo conversando praticamente todo dia. E quer saber? Eu realmente preciso delas na minha vida 💓;
  • Quem não ama receber elogios? Tipo quando você recebe uma inbox do amor, elogiando um post seu e falando que se identificou com o que escreveu ou um comentário no seu vídeo do Youtube, falando que passou/passa pela mesma coisa e não sabia como agir;
  • Se aprofundar em temas que você nunca imaginaria pesquisando só para trazer melhores palavras e pensamentos pro seu dia a dia. Como sou uma curiosa, estudar pra mim é a maior satisfação! Vocês nem imaginam quantas abas meu navegador consegue suportar com as linkagens de um texto para outro 😅😅😅;
  • Ser ouvida! Quando digo que sou muito fora da caixinha, é porque vocês não imaginam o quão diferente da maré que sou. Todo mundo tá pintando o cabelo de ruivo e eu estou jogando o preto azulado. Toda garota blogueira é Gamer que posta fotos em que cria a composição da imagem, enquanto eu estou realmente jogando vídeo game. Enquanto algumas feministas (semfuckinggeneralização) lutam para ter mais liberdade de colorir os pelos pubianos, eu quero ficar em casa cozinhando o almoço pro meu noivo. Com o excesso de informação que temos hoje na internet, fica confuso saber o que realmente acreditamos. E com a maioria pensando da mesma forma foi o motivo de que os Cosmos me colocou aqui para dar aquela remexida nas coisas. 😁
  • Auto-Conhecimento. A Bela que começou o blog em 2014 não existe mais. A Bela de setembro de 2016 não será a mesma em 2017. E o que o auto-conhecimento tem a ver com isso? Melhorias para o eu e assim, mudanças. 💓

Prós e contras de ter um blog | A Bela, não a Fera

Contras de ter um blog

  • Mesmo que eu tenha essa necessidade de escrever o tempo todo, algumas vezes, posso não ter absolutamente nada a dizer e quem segue o blog sedento por novidades, acaba ficando na mão sem novos posts;
  • Tudo que você disser, pode e será usado contra você” – acredite, a bloguesfera é um lugar em que pessoas pensam que você não pode mudar nunca de opinião e que, caso mude com o andamento de sua vida, você é falsa e perde o carinho dos seguidores que não entendem que AS PESSOAS MUDAM! 🌜🌚🌛🌝
  • Eu não ligo para anônimos mas muitas pessoas entram numa bad, a cada comentário maldoso de serzinhos que se acham os Superman da internet mas não colocam a cara a tapa. . Acredito que se você não aguenta críticas, mesmo quando construtivas, esse negócio de ser uma pessoa pública não seja para a sua pessoa.
  • Tirar fotos de tudo. Tô numa fase tão desapegada do celular e da câmera, que ambos acabam ficando de lado e quando percebo, tenho que fotografar isso ou aquilo e acabo tirando o dia para fotografar várias coisas e salvar imagens para possíveis posts. Tem quem goste de fazer isso, sem julgamentos 😌;
  • Promover posts é #01sacosemfundo. Confesso que não tenho paciência. Uma vez por semana vou em grupos do facebook para trocar ideia e deixar meus links em tópicos de divulgação, assim como no Google+ Comunidades mas sei que quem chega até o blog, vem por outros meios, como busca pelo Google.

-E aí, Bela, você tem mais prós ou contras de ter um blog?

Hoje, tenho mais prós do que contras mas pode ser que semana que vem, encontre mais contras e deseje jogar tudo pro alto. Caracterizando o meu eu, essa metamorfose ambulante.

Você tem algum pró ou contra de diferente opinião da minha? Conta pra mim! Adoro conhecer melhor a mente das pessoas 😍

15.09.2016

Resenha: Hermann Hesse Para Desorientados

hermann_hesse_para_desorientados

Hermann Hesse Para Desorientados

Autor: Allan Percy
Ano: 2013
Editora: Sextante
Páginas: 128
Mais informações: Skoob (3,6)

Sinopse: Hermann Hesse para desorientados é um manual inspirador para os leitores que buscam serenidade e orientação para lidar com as complexidades da vida. Um dos escritores de maior influência no século XX, Hesse foi referência espiritual para várias gerações. Sua clareza de pensamento, seus princípios morais e seu profundo conhecimento da alma humana ficaram imortalizados em obras como Sidarta, Demian e O lobo da estepe. Neste livro, Allan Percy se debruça sobre os textos do premiado autor alemão e apresenta 66 máximas que tratam de temas como autoestima, felicidade, autoconhecimento, busca por aceitação, sucesso e realização pessoal.Hermann Hesse Para Desorientados | A Bela,não a Fera

Como falei na resenha do Oscar Wilde para Inquietos, o primeiro livro que li dessa coleção foi o Nietzsche para Estressados, que um amigo emprestou. Fiquei tão apaixonada, que comecei a colecionar o restante dos livros. Escolhi comprar o Hermann Hesse para Desorientados em uma época em que eu estava realmente na tal sinuca de bico: não sei se ia pra frente, esperava alguma coisa acontecer ou sentava e chorava.

O livro é um tipo de auto ajuda mas esquece desse detalhe á medida que você vai lendo já que o autor expõe pensamentos e máximas do filósofo Hermann Hesse – e de outros escritores,  relacionando com nossos problemas diários.

Algumas frases: 

” Esperar passivamente em meio ao fogo é muito mais difícil do que atacar. “

” Há aqueles que se consideram perfeitos, mas é só porque exigem menos de si mesmos.”

” Uma meta alcançada não é uma meta.”

” O homem exige a felicidade mas não a suporta por muito tempo.”

O livro todo é uma forma de cutucão de alguém de fora da sua caixinha. Quando você lê a frase temática do capítulo, algo vem em sua mente e algumas coisas que Allan Percy citou, nem passavam pela sua cabeça.

No capítulo 18, por exemplo, a frase temática é:

” Todo indivíduo deve alguma vez dar o passo que o afasta de seu pai, de seus mestres; todo indivíduo deve experimentar a dureza da solidão, apesar de a maioria das pessoas possuir pouca capacidade de resistência e voltar logo ao seu refúgio. “

Duas coisas que gosto nesse capítulo e me remetem a passagens da minha vida é que no dia que viajei, enquanto esperava o embarque, enviei para meu pai um vídeo que eu tinha gravado no dia anterior lendo esse capítulo( com os olhos cheios de lágrimas e tentando fazer com que voz não falhasse). Eu e meu pai sempre tivemos essa coisa de ter conversas filosóficas sobre a vida e a busca da felicidade.

Acabei deletando meu vídeo do celular mas tá aqui o áudio do meu véinho respondendo.

E a segunda coisa, é que muitas pessoas da minha idade, e algumas mais velhas, batem palmas para mim por ter decidido vir pra um país tão distante e por continuar aqui, pelo menos até agora. Logo em seguida, escuto sempre a frase ‘eu não teria coragem de fazer isso…‘. Dizem que são apegados á família, ao cachorro, ou o namorado não gostaria de ir… Coisas do tipo.

Nossos pais e mestres nos ensinam hábitos e ideias, deles, claro mas está em nossas mãos fazer ou não. Vivenciar tudo o que está escrito em livros. Deixar a teoria da vida pra outra aula e ir para a prática. E na prática, não tem pra onde correr –no meu caso, voltar pro Brasil, choramingando porque o arroz queimou. É você e o fato de que existe uma decisão a ser tomada no momento. Hermann Hesse Para Desorientados | A Bela,não a Fera

PARTE GRÁFICA / EDIÇÃO

Cada capítulo toma uma página, no máximo duas, com o decorrer dos pensamentos do escritor. As letras são grandes e de fácil leitura. É meio um ‘abra em uma página aleatória e leia o conselho’, sabe?!

CAPÍTULO SOBRE HERMANN HESSE

Diferente do livro Oscar Wilde para Inquietos,  o autor cria apenas uma Cronologia da vida de Hermann Hesse citando fatos em certos anos, desde seu nascimento em 1877, na Alemanha, até sua morte em 1962, na Mongólia.

Eu teria gostado mais se fosse contando a história e realizações do filósofo alemão e não faço ideia porque foi decidido fazer a cronologia. Talvez seja para seguir a mesma quantidade de páginas dos outros livros (?) e então Allan Percy reduziu o que deveria ser dito sobre HesseColeção Allan Percy - Sextante

Mais livros da Coleção (Resenhas)

  • Einstein para Distraídos
  • Kafka para Sobrecarregados
  • Nietzsche para Estressados
  • Platão para Sonhadores
  • Oscar Wilde para Inquietos

Obs: Tenho o Oscar Wilde, Herman, Kafka e Nietzsche em PDF, se alguém tiver o interesse, me chama inbox no facebook ou me manda um email que compartilho com todo amor e carinho ♥

06.09.2016

Primeira aula de Finlandês – Suomi Luokka

Arquivo pessoal | A Bela, não a Fera

Ontem finalmente foi meu primeiro dia de aula de finlandês! Mal dormi a noite com medo de perder a hora #soudessas.

Enquanto não me torno oficialmente a Sra Välimaa, não tenho acesso ao curso que o Governo te encaixa para aprender o idioma.

Nessas buscas incansáveis por sites para ajudar, como o post sobre jogos para aprender finlandês, encontrei um tipo de curso gratuito somente para mulheres imigrantes.  O mesmo lugar oferece todos os níveis do idioma entre 79-200 euros.

Como não precisava de inscrição, era só ir até o lugar, aguardei ansiosamente a data. Suomi Classes | Arquivo pessoal | A Bela, não a Fera

O Antti me levou até lá e me deixou na porta, tipo pai que empurra o filho no primeiro dia de aula 😒 . Sim, nesses 107 dias em que nos conhecemos e que vim morar com ele, essa é minha segunda tentativa de contato com o mundo sem a ajuda dele – a primeira foi no mês passado, tive que ir de Tampere até Helsinki sozinha para pegar uns documentos no Consulado do Brasil.

Sabe aquela ansiedade que você treina mentalmente como vai perguntar alguma coisa ou como vai se apresentar e no final tudo acontece de outra forma? Não poderia ter sido diferente.

Entrei no lugar e tudo parecia uma zona: tinha um canto com brinquedos pra crianças E CRIANÇAS, duas divisórias com portas fechadas e três sofás com umas dez mulheres sírias. Dei dois passos pra dentro, procurei alguém pra pedir informação e como não encontrei, sentei no sofá.

Uma das portas abriu e de lá saíram mais umas várias mulheres sírias (aula avançada, somente para mulheres) e uma moça de cabelos loiros cacheados. Fui rapidinho perguntar sobre a sala de ‘easy going’ e ela apontou pra que eu entrasse na sala, assim, simples.

Suomi Classes | Arquivo pessoal | A Bela, não a FeraVocê pode ver o cérebro da ser humana pifando quando ela escreve em inglês e em português, ao mesmo tempo. 🙂

Pode parecer só enrolação ter aula das 10:30 ás 12h 🕐 e aprender ‘só isso” que tenho de anotação mas acredite, eu ainda continuo achando que não aprendi nada.

Meu medo era que fosse aula com gramática atrás de gramática – acredite, tentei aprender finlandês assim alguns anos atrás e não rolou E eu estudei sobre esse método que todos sabemos que não funciona tão bem. Foi quando a professora começou a falar em finlandês, apontando e fazendo mimicas: AGRADECEMOS O MÉTODO NATURAL DE ENSINO (método como as crianças aprendem, por assimilação), #OBRIGADADENADA.

E a aula correu bem mara, com a repetição das palavras, com a interação de todas(e foi bem legal ver a forma que as mulheres sírias se comportar na sala de aula, com as crianças e bebês! Acho que vou falar um pouco disso mais pra frente), as imagens que ela colava na lousa. É muito mais fácil memorizar estando no país e escutando o idioma toda hora.

Sentei ao lado de uma filipina chamada Rosemaryn e conversamos até depois da aula. Como a professora fez com que todos nos apresentássemos, também conheci duas chinesas e claro, as sírias! Finalmente pessoas para conversar no mundo real!

As aulas serão toda segunda e quarta, no mesmo horário; e vai durar até dia 30 de novembro, aí rola uma pausa e recomeça em 16 de janeiro de 2017 e vai até 19 de abril. Significa que a turma A1 – easy going dura um fucking ano! E os próximos níveis continuam da mesma forma… Depois que sair o curso pelo Governo, acredito que vou ficar em ambos pra tentar aprender mais!Arquivo pessoal | A Bela, não a FeraNão sei se vocês perceberam que o caderno é diferente mas aqui eles SÓ USAM CADERNO QUADRICULADO

Eu tinha levado um bloco de notas e decidi me mimar com um caderninho para as aulas, aí #caguei a coisa toda e comprei caneta gel também. 😅 Só encontrei cadernos quadriculados, então, escolhi a capa mais bonitinha e custou 1,45€.

Tô muito feliz com as aulas porque #AGORAVAI! Me deu até motivação de fazer umas fotinhos bonitinhas pra guardar para futuros posts – e quando a escuridão do inverno chegar.
Arquivo pessoal | A Bela, não a FeraAh sim, motivou também a fazer um almoço supimpa de batata grelhada com bife e uma saladinha. As fotos ficaram tão comíveis que espero que vocês se deliciem também!Arquivo pessoal | A Bela, não a Fera

Ainda não sei se vou contar pra vocês sobre cada aula, se vou fazer vídeo ou as duas coisas.

Aliás, sexta saiu o vídeo que eu respondi algumas perguntas que fizeram sobre a Finlândia! Se tiverem mais perguntas… Mandem, mandem, mandem!

Espero que gostem!😍😘

Página 1 de 19612345... 196Próximo